Vítimas de golpe envolvendo seguradora procuram corretor

08/07/2019 / FONTE: CQCS

01-08-2014-Smartfone-Foto-Rafael-Neddermeyer-Fotos-Publicas-5-850x471

Vítimas do golpe do seguro envolvendo a Sabemi Seguradora e a Central Nacional dos Aposentados e Pensionistas do Brasil (Centrape) procuraram corretores de seguros na tentativa de obter uma solução e para obter mais informações.

Um dos profissionais procurados foi Silvino Giacomin, sócio da Kapass corretora de seguros, de Santa Catarina. Segundo o corretor, além de vizinhos, amigos e parentes, vários outras pessoas fora do seu círculo de amizade o contataram solicitando mais informações, principalmente após a publicação de matérias sobre esse golpe.

Além disso, ele também recebeu telefonemas de pessoas que se diziam da Sabemi perguntando se havia recebido o cartão do seguro. “Ligaram várias vezes. Acho que queriam que eu demonstrasse interesse no cartão. Não dei importância para o caso. Perguntei como conseguiram dados e eles me enrolaram”, revela o corretor, acrescentando que a própria vizinha “caiu nessa”.

DEFENSORIA.

Como o CQCS já noticiou, a Defensoria Pública do Rio Grande do Sul abriu um procedimento de apuração de dano coletivo a fim de fiscalizar o ressarcimento de vítimas do golpe do seguro envolvendo a Sabemi e a Centrape. De acordo com a reportagem do Grupo de Investigação da RBS (GDI), as duas instituições se beneficiaram de falsificação de assinaturas de aposentados e pensionistas do INSS para incluir descontos nos salários mensais deles a título de seguros associativos.
Além disso, segundo o site GaúchaZH, dois dirigentes do Grupo Sabemi estão sendo acusados de crimes contra o sistema financeiro nacional porque, supostamente, a empresa teria depositado nas contas de clientes valores menores do que eles efetivamente contratavam quando realizaram empréstimos.

De acordo com o Ministério Público Federal, o consumidor era duplamente lesado porque, mesmo sem receber o valor solicitado completo, os juros eram calculados sobre o valor total da operação.

O mesmo site informou que a Sabemi está proibida de assinar qualquer nova concessão de crédito para clientes.
A Sabemi também é investigada de ter se beneficiado de casos de falsificação de assinatura de aposentados e pensionistas do INSS com o objetivo de incluir nos seus contracheques descontos referente a seguros associativos não autorizados, conforme revelou reportagem do Grupo de Investigação da RBS (GDI).

Procurada pela imprensa, a seguradora se declarou surpresa, assegurou que trabalha seguindo princípios idôneos e dentro das regras de mercado e prometeu buscar reverter a suspensão imposta pela Susep.

Tags: ,

1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal: