Viver é acreditar e realizar o impossível. Roberto Shinyashiki

notícias

Valorização do pequeno corretor

20/04/2015 / Fonte: CQCS | Sueli dos Santos

valorizaçãoPara o corretor de pequeno porte atuar em um mercado tão competitivo com grandes companhias não é tarefa fácil. Mas ele deve acreditar no próprio trabalho, afinal, ele não deve pensar em ser um corretor de pequeno porte para sempre. O presidente do Sincor-SP lembra que quem determina o tamanho de sua empresa é o Corretor de Seguros, por sua ambição e vontade de empreender. “Nosso desejo é que todos alcancem os melhores resultados, o que não implica em ser maior ou menor. Tem empresas que são pequenas e de altíssima rentabilidade”. pondera.

Edison Macena, da Alteza e Macena Corretora de Seguros, é corretor há seis anos e diz que a maior dificuldade é a concorrência com bancos e revendas de carros. “Além disso, Corretores que trabalham com margem de comissão muito baixa, carga tributária elevada e processos operacionais muito complicado de algumas seguradoras dificultam nosso dia a dia”, afirma.

Para Camilo se o Corretor pequeno for tratado como pequeno ele será sempre assim. “O Sincor-SP não quer tratar nenhum associado como inferior, ao contrário, quer promover e respeitar o entendimento às diferenças e para isso promove ações que cabem para todas as empresas, seja em nível de cursos, ou do novo programa Corretor Empreendedor, trazendo maneiras de gerar negócios para todo o tamanho do empreendimento”, afirma o presidente do Sincor-SP.

Carlos Alberto Gonçalves, da NCK Corretora de Seguros, diz que as principais dificuldades estão na concorrência desleal com concessionárias e grandes corretoras e o descaso das seguradoras no atendimento. “A competitividade entre Corretores existe porque o cliente está cada vez mais exigente e sempre há o desejo de todos de conquistá-lo. Competir é saudável mas em igualdade de condições onde se destaca quem está mais preparado”, opina.

Carlos diz que há muita ilusão em relação à profissão. “As pessoas acham que em pouco tempo e pouco esforço vão ganhar muito dinheiro e não é bem assim. Leva um tempo para se firmar e adquirir a confiança do cliente e ter uma boa carteira”, alerta.

Nesse sentido, Macena alerta que para conseguir destaque como Corretor, o interessado em iniciar a profissão deve avaliar o perfil de corretor que ele pretende seguir. “Seja qual for a decisão o pretendente a Corretor tem que ser muito comercial e divulgar a sua corretora ou o seu trabalho 24 horas do dia e 7 dias da semana, pois as oportunidades aparecem quando você menos espera”, afirma.

Camilo diz que para dar suporte aos Corretores, a entidade busca incentivar o profissionalismo, o investimento no marketing da empresa e o conhecimento. “Tanto posso ter um funcionário como eu posso ter 100 funcionários, de modo que o foco no investimento da equipe, capacitação e progresso intrinsecamente tem que ser o mesmo. Se são muitas pessoas, podemos realizar um curso dentro da companhia, se for apenas uma, ela participa de um curso da grade da Unisincor, ou estuda com outras empresas. Mas todos terão o mesmo tratamento, afirma.


  • listagem

Atenção:

1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário sobre esse vídeo. Se ainda não fez o seu cadatro, por favor, clique na área "Entre", no topo da página. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal:


2 comentário(s)

    Rafael Batista Leal

    Flávio Antonio Mueller SUSEP 10.0404624