Notícias | 13 de outubro de 2021 | Fonte: CQCS | Sueli dos Santos

Taqway oferece tecnologia de rastreamento veicular e detecção de acidentes primariamente para o mercado de não-segurados

0 comentário

Como todo empreendedor, Felipe Sperduti, Co-Founder e Head da Taqway, olha pro futuro e vê a empresa fazendo diferença na vida das pessoas. Em entrevista ao CQCS ele conta que a Startup desenvolveu uma solução de rastreamento para o mercado não segurado. “Temos uma solução alternativa, acessível e diferente de soluções existentes que costumam ser reativas e custosas para rastreamento “, diz ele. 

A Taqway se estabeleceu desenhada para o mercado brasileiro, onde a maioria dos proprietários de veículos nao possuem seguro, e busca expandir para o mercado americano com ampliação das vendas para Austrália. Ele ressalta que o diferencial da Taqway é justamente o fato de ter uma solução que permite a toda população ter uma camada de proteção adicional nos seus veículos de forma acessível, amigável e colaborativa, e não apenas para o mercado premium.

Sperduti conta também que o desenvolvimento da ferramenta foi desafiador. “Não é uma tecnologia tradicional porque não fazemos uso de dispositivos GPS como outras empresas fazem, que na maioria dos casos exige o uso de um plano telefônico adicional, com custos mensais e instalação complexa. Nossa solução é baseada na localização dos usuários e na conectividade entre eles e seus veiculos”, explica. Ele ressalta que o desenvolvimento precisou de robustez na parte de hardware e integração com o aplicativo. “Levamos 2 anos para desenvolver a lógica do nosso aplicativo integrada com o “Taq”, nosso dispositivo, que é fácil de esconder no veículo’.  

Outro ponto destacado por ele é a importância da tecnologia e como isso impacta a indústria de seguros. “Em relação às seguradoras, podemos também ajudar contra fraude e possivelmente saber o problema antes do cliente, uma vez que a nossa solução permite, em tempo real, monitorar a posição do veículo em relação ao usuário, dessa forma fica evidente quando um roubo esta ocorrendo. Nosso objetivo é evitar essa frustração do cliente junto com as seguradoras e aumentar o tempo de resposta”, explicou. 

Ele disse que foi necessário alterar uma parte do projeto para oferecer uma proteção maior para evitar que os fraudadores possam burlar o sistema protetivo.  “Alteramos o projeto conhecendo o comportamento que poderia se desenvolver no Brasil”, diz ele. Uma das alterações é proteger alguns dados transferidos entre o aplicativo para não revelar exatamente qual veículo usa a solução da Taqway. “Temos uma boa cobertura para contornar os modos de falha existentes nas soluções tradicionais”, diz. 

Para o futuro, ele conta que já existem planos para oferecer a solução em grande escala no Brasil em 2022 e, alem de rastreamento, uma nova configuração para automatizar a detecção de acidente e acelerar processos de comunicação para possíveis primeiro-socorros. “Temos alguns investidores interessados e em 2020 participamos de uma aceleração por uma incubadora australiana que garantiu nosso acesso a uma base de investidores”, revela. Ele acredita que isso pode ajudar a ampliar a entrada da Taqway no Brasil. 

Gustavo Doria Filho, fundador do CQCS, diz que conheceu o trabalho de Felipe e da equipe no ITC em 2019. “Fiquei impressionado com sua jornada e nesta edição do ITC 2020 ele é um dos três brasileiros presentes, devemos apoia-lo”, afirmou.

Participe do Bom Dia Seguro, o maior grupo no WhatsAPP exclusivo para Profissionais de Seguros de todo Brasil.

Realize o seu cadastro através do link e venha compartilhar conhecimento: https://www.cqcs.com.br/cadastre-se/

Caso você já seja cadastrado no CQCS, envie um Fale Conosco solicitando participar do grupo. Link: https://www.cqcs.com.br/fale-conosco/

FAÇA UM COMENTÁRIO

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora sua conta e faça parte.

FAÇA PARTE AGORA FAZER LOGIN