Seguro viagem dispara em 19,2% após aumento do turismo

18/11/2019 / FONTE: MS Noticias

seguro-receptivo-1024x713

O turismo gerou mais de 6,9 milhões de empregos no Brasil em 2018 e foi responsável por 8,1% do PIB nacional.

A perspectiva da Organização Mundial do Turismo (OMT) é que o turismo global ainda cresça em 4% em 2019, se comparado com o ano anterior. Enquanto os números do setor disparam de um ano para o outro, o seguro viagem também cresce.

De acordo com a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), o número de contratos do seguro viagem cresceu em 19,2% no primeiro semestre de 2019. Esse aumento também ocorre porque muitas seguradoras oferecem boas opções de pagamento e boas coberturas.

O QUE É UM SEGURO VIAGEM?

Ele é um tipo de assistência que presta suporte e ajuda o viajante caso ele tenha algum problema durante a viagem. Imagine, por exemplo, que você está fora do país e adoece. Como faria para ter atendimento?

Sem um seguro viagem, você gastaria muito para conseguir esse atendimento – sem contar que seria em dólar ou euro. Mas, se esse ou qualquer outro imprevisto acontece, e você tem o seguro viagem, você terá, então, um suporte e cobertura para o problema.

O SEGURO VIAGEM É OBRIGATÓRIO PARA O TURISTA?

Dependendo do local que você vá, o seguro viagem é obrigatório. Mas, independentemente disso, muitos turistas contratam-no para evitar gastos com emergências.

Se você vai viajar para a Europa, é importante saber que o seguro viagem é obrigatório por lá, e você só consegue entrar nos países com a apólice.

Todo viajante corre o risco de ter problemas de saúde enquanto viaja, ter objetos roubados ou furtados, extravio de bagagens e outras situações onerosas que podem acabar com a viagem. Por isso, os turistas optam pelo seguro viagem mesmo em locais em que ele não é obrigatório, evitando que esses problemas causem um desconforto ainda maior.

COMO O SEGURO VIAGEM PODE AJUDAR?

Normalmente, as seguradoras já possuem opções mais comuns de contrato para o seguro viagem, que são:

· Despesas médicas, odontológicas e hospitalares em viagens nacionais e ao exterior;

· Traslado médico e de corpo;

· Regresso sanitário (despesas para o local de origem caso você sofra um acidente e seja necessário ficar conectado aos aparelhos médicos);

· Invalidez parcial ou total em acidente na viagem;

· Morte em viagem (o seguro cobre e garante o valor do contrato aos beneficiários em caso de morte do segurado).

Mas, além das coberturas obrigatórias, os turistas ainda podem contratar as adicionais para ter uma segurança maior na viagem, como:

· Extravios ou roubos de bagagem;

· Indenizações em caso de falecimento para o funeral;

· Assistências jurídicas;

· Pagamento de fianças;

· Necessidade de prolongar a estadia;

· Atraso ou cancelamento do voo;

· Falência da agência de viagem;

· Despesas em farmácias.

Além dessas, existem outras coberturas adicionais para o seguro viagem, e a sua contratação depende da necessidade do turista.

Como o aumento do turismo impulsiona cada vez mais a contratação do seguro viagem, as seguradoras estão oferecendo mais opções de coberturas e pagamento.

Tem dúvida sobre alguma das informações que passamos aqui? Deixe um comentário.

Notícias relacionadas


1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal: