Roubo de carga aumenta “custo Brasil”

11/07/2003 / FONTE: Segs


De acordo com Lúcio Marques, vice-presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio de Janeiro, o roubo de cargas estimula outros crimes e serve de moeda de troca na compra de drogas.
Tal fato aumenta a criminalidade em prejuízo da segurança da população, reduz a arrecadação de impostos e taxas e afeta outros seguros como de vida e saúde. Estes passam a custar mais caro, segundo Marques.
Já para o coronel Gilson Campos Filho, assessor de segurança do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas do Estado de São Paulo (Setcesp), o roubo de cargas afeta o custo Brasil. O prejuízo que uma empresa leva por ter sua carga roubada invariavelmente acaba sendo repassado para o consumidor, que paga pelo chamado “custo”.

Notícias relacionadas


1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal: