Pioneira, Sociedade Brasileira de Ciências do Seguro comemora 65 anos de atividades

28/08/2018 / FONTE: Agência Brasil Notícias

Affonso Fausto, atual presidente SBCS

SBCS gerou mão de obra altamente qualificada para seguradoras, corretoras de seguros e para o exercício de atividades profissionais autônomas

Uma das organizações mais tradicionais do mercado – criadora do primeiro “Centro de Ensino” no Brasil dedicado à formação de profissionais do setor de Seguros -, a Sociedade Brasileira de Ciências do Seguro (SBCS) está completando 65 anos de atividades. Para marcar a data, a entidade promoverá em outubro um evento comemorativo dirigido às seguradoras, corretores de seguros e prestadores de serviços do setor.

Pioneira, os objetivos iniciais da SBCS tiveram origem em 1953, quando idealistas se reuniram no “Palácio Mauá”, no Viaduto Dona Paulina, em São Paulo, a fim de deliberarem sobre a fundação definitiva da entidade na forma de uma associação civil sem fins lucrativos. Propunha-se ao atendimento a consultas específicas sobre Seguros e a prestação de serviços correlatos e convergentes com os seus objetivos sociais.

A aceitação dos propósitos da SBCS e os reflexos positivos de sua atuação junto ao mercado de seguros fizeram com que os objetivos sociais fossem progressivamente ampliados, como os de integrar e de promover as atividades de caráter artístico, cultural, educacional, de formação profissional e de cunho social, bem como o estudo, a pesquisa, o ensino e a divulgação das Ciências do Seguro.

A esses elevados e complexos propósitos, o tempo se encarregou de agregar outros objetivos, como a necessária e fundamental divulgação de notícias relacionadas às atividades, bem como e especialmente das matérias relacionadas à relevância social do Seguro, uma das razões de sua existência.

Os intuitos foram cumpridos mediante a promoção de palestras, simpósios, encontros, seminários, exposições e cursos destinados ao desenvolvimento cultural e ao aperfeiçoamento profissional de seus membros e da coletividade em geral, até expedindo os respectivos Certificados de Presença ou de Aproveitamento.

Objeto de profundo interesse por parte das diversas administrações, foram os esforços para a inclusão dos princípios básicos do Seguro nos currículos escolares dos estabelecimentos de ensino, como instrumento fundamental na prevenção dos riscos sociais. Faz parte dos objetivos sociais da SBCS o intercâmbio cultural com entidades congêneres nacionais ou estrangeiras e a participação em congressos e em outros eventos culturais, dentro ou fora do país.

A SBCS conta com pessoas jurídicas associadas, responsáveis por contribuições anuais, enquanto que as pessoas físicas associadas foram dispensadas, há dez anos, da contribuição social, face o empenho na consecução dos objetivos da entidade.

Com o apoio dos associados, contando com a participação do mercado de seguros, e assinatura do Convênio, na década de 80, com a Funenseg – Escola Nacional de Seguros, teve como objetivo estruturar e criar novos cursos, para que a Sociedade se consolidasse como referência no papel de fomentadora das Ciências do Seguro, com seminários e palestras, tais como: “O Seguro e a Nova Ordem Constitucional”, “Detecção e Prevenção de Fraudes em Seguros”, “Ganhos de Produtividade para as Seguradoras”, “Seguro de Fiança Locatícia”, “Seguro de Transporte Internacional”, “Comercialização do Seguro de Lucros Cessantes”, “Seguro de Acidentes do Trabalho”, “Resseguro em Mercado Livre”, “O Seguro e a Violência no Trânsito”, “O Seguro Saúde – Legislação, Desafios e Perspectivas”, “A Crise de Energia e seus Reflexos nos Contratos de Seguros”, “O Novo Código Civil e os Contratos de Seguros”, “Visão Geral e Atualizada sobre o Microsseguro no Brasil”, “O Futuro do Resseguro no Brasil – Perspectivas e Desafios”, a palestra “Crise Mundial e o Mercado Segurador Brasileiro”, Seminário Internacional de Seguros de Pessoas e eventos sob o título “ConSciência em Seguros”.

Foram realizadas, também, mesas-redondas para debate do então crônico problema da cobrança de prêmios de seguros e da regulamentação da profissão do corretor de seguros.

Pelos diversos temas analisados, os objetivos propostos de despertar interesse pelos assuntos do Seguro e a minimização dos riscos sociais foram plenamente atingidos, mercê da excelência dos expositores e da oportunidade dos temas apresentados e discutidos.

Pioneirismo

Como realização pioneira no mercado de seguros e no país, foi possível criar e implantar um Curso Técnico de Seguros, mediante Convênio celebrado em 29 de Abril de 2002, entre a SBCS e o CEETEPS – Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, realizado na ETEC “Prof. Camargo Aranha”, integralmente custeado pelo Poder Público Estadual, sem qualquer ônus para os alunos.

O Curso Técnico, composto de três módulos com um total de 900 horas/aula e três semestres de duração, exigiu dos formandos a apresentação do TCC – Trabalhos de Conclusão de Curso, com temas bem indicativos da diversidade e profundidade do aprendizado: “Seguro de Condomínio”, “Responsabilidade Civil em Haras”, “A Cultura do Seguro”, “Seguros Ambientais”, “O Seguro Educacional”, “Resseguros”, “Lavagem de Dinheiro”, “Microsseguros”, “Fraude em Seguros”, “Seguro de Transportes”, “Fraudes nos Seguros de Autos”.

Os temas escolhidos demonstram claramente a oportunidade e a importância dos assuntos abordados, atualizando e habilitando os alunos que por lá passaram e se formaram como “Tecnólogos na Área de Seguros”, além da “Certificação” nas quatro categorias profissionais exigidas pela Susep, gerando mão de obra altamente qualificada para seguradoras e corretoras de seguros, bem como para o exercício de atividades profissionais autônomas.

O sucesso do Curso Técnico de Seguros pode ser avaliado pela necessidade de prestação, a cada semestre, de uma prova classificatória para o preenchimento das 40 vagas disponíveis, tendo em vista o número muito superior de candidatos. Da mesma forma, os TCC´s, após a devida aprovação efetuada por banca de professores e técnicos especializados, acabaram sendo incorporados à biblioteca da ETEC “Prof. Camargo Aranha”, à disposição dos interessados.

G E S T Ã O – PRESIDENTES DA SBCS

1953/1955 – Egon Felix Gottschalk

1956 /1961 – Cav. Humberto Roncarati

1962/1963 – Osório Pâmio

1964 1965 – Cav. Humberto Roncarati

1966 /1967 – Alberico Ravedutti Bulcão

1968 /1969 – Osório Pâmio

1970/ 1971 – Alberico Ravedutti Bulcão

1972 /1977 – Sérgio Túbero

1977/ 1987- José Francisco M. Fontana

1987/ 1991 – José Sollero Filho

1991 /1993 – Angelo Arthur de M. Fontana

1993 /1997 – José Francisco M. Fontana

1997 /2009 – José Carlos Stangarlini

2010 / 2013 – Serafim Gianocaro

2013/2019 – Affonso H. Oliveira Fausto

Tags:

Notícias relacionadas


1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal: