Petrobrás negocia programa bilionário de seguros

09/10/2019 / FONTE: Fenacor

materia-1

O Estadão informa que a Petrobrás abriu disputa para renovar o seu programa bilionário de seguros. Considerado o maior do Brasil e um dos mais relevantes do mundo no setor de petróleo, o contrato é estimado em cerca de US$ 150 bilhões em importância segurada.

O prazo para envio de propostas terminava inicialmente na sexta-feira, mas foi adiado até esta quarta-feira, 9. Na disputa, está o consórcio responsável pelo contrato nos últimos anos, liderado pela americana Chubb Seguros e que conta com a japonesa Tokio Marine e a espanhola Mapfre. Outra candidata é a brasileira Austral, controlada pela Vinci Partners e que tem crescido no setor de petróleo. Ambos os grupos contam com suporte de resseguro, o seguro das seguradoras.

O programa de seguros da Petrobrás contempla ativos offshore, como plataformas, por exemplo, e os onshore, tais como refinarias e oleodutos. O prazo do contrato tem sido de 18 meses. Nos últimos anos, a Petrobrás tem desembolsado menos recursos para contratar seguros em meio à melhora do seu risco operacional. Isso reflete, principalmente, a reviravolta sob o ponto de vista de gestão após a Operação Lava Jato.

Além disso, a estatal enxugou a apólice na última renovação, transferindo menos riscos para as seguradoras, e optou por fatiá-la em vários segmentos conforme a modalidade, como riscos de petróleo, operacionais e transporte. Antes, a Petrobrás fazia apenas um certame para todo o contrato.

Procurada, a Petrobrás não comentou. As seguradoras Chubb, Tokio Marine, Mapfre e Austral também não se manifestaram.

Notícias relacionadas


1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal:

2 comentário(s)

    Sérgio Augusto Schneider

    Você precisa estar logado para ler o comentário.

    Andre Barbosa

    Você precisa estar logado para ler o comentário.