Perto da extinção, seguro Dpvat pagou 18,4 mil indenizações no RS em 2018-
13 AUG 2020


Perto da extinção, seguro Dpvat pagou 18,4 mil indenizações no RS em 2018

13/11/2019 / FONTE: Gauchazh

25425487

Valor foi o menor em 10 anos e caiu 64,66% desde 2012, quando beneficiou 52,2 mil pessoas

Prestes a ser extinto pelo governo de Jair Bolsonaro, o seguro Dpvat pagou 18.474 indenizações em 2018 no Rio Grande do Sul — o menor valor em 10 anos. Desde 2012, quando registrou pico de 52.280, o total de benefícios caiu 64,66% no Estado, segundo dados da Seguradora Líder, que administra serviço.

A queda acompanha a redução no número de mortes em acidentes em solo gaúcho. Levando em consideração o mesmo período, de 2012 até 2018, o índice de óbitos no trânsito no Rio Grande do Sul caiu 20%, segundo levantamento do Detran-RS.

O professor de Ciências Atuariais da UFRGS Sérgio Rangel afirma que a queda no número de acidentes e a adoção de critérios mais refinados no processo de análise dos pedidos ajudam a explicar a redução no número de indenizações:

— Os efeitos dos dois são combinados — pontua.

Colocando uma lupa sobre os dados do Dpvat no RS em 2018, o pagamento de indenizações por invalidez permanente figura no topo, com 11.548 pagamentos, seguido por reembolso de despesas médicas (5.152) e por morte (1.774).

Ao justificar o fim do benefício, o governo federal cita que medida visa evitar fraudes e amenizar os custos de supervisão e de regulação do seguro, bancados pela União.

O presidente do Sindicato das Empresas de Seguros Privados, de Capitalização e de Resseguros do Estado (Sindseg RS), Guacir Bueno, afirma que a entidade recebeu o anúncio com “surpresa”. Bueno destaca que o sindicato ainda está analisando a medida antes de adotar algum posicionamento. Ele reconhece que há um grande volume de fraudes envolvendo esse seguro, mas destaca que alternativas deveriam ser discutidas:

— É importante que se estude, que se analise. Efetivamente sim. Alguma coisa tem de ser aprimorado em termos de controle, coisas e tais. Se esse é o caminho mais adequado (extinção) eu ainda não sei.

Seguro começou a operar em 1974

Previsto em decreto editado em 1966, o Dpvat começou a operar em 1974 após virar lei. Obrigatório para os proprietários de veículos, o seguro é descontado anualmente no momento da regularização da situação do automóvel junto de outros tributos, como o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Qualquer cidadão vítima de acidente em território nacional pode solicitar indenização, que cobre motorista, passageiro ou pedestre.

O governo ainda não informou impacto da medida no valor para regularizar a situação de automóveis no país. Atualmente, o seguro obrigatório custa R$ 16,21 por ano para automóveis e camionetas particulares/oficiais, missão diplomática, corpo consular e órgão internacional, táxis, carros de aluguel e aprendizagem. O valor mais alto, R$ 84,58 por ano, atinge motocicletas e similares.

Quanto custa o Dpvat?

No Rio Grande do Sul, os valores são os seguintes:

  • Automóveis e camionetas particulares / oficial, missão diplomática, corpo consular e órgão internacional, táxis, carros de aluguel e aprendizagem: R$ 16,21
  • Caminhões, caminhonetas tipo “pick-up” de até 1,5 mil kg de carga, máquinas de terraplanagem e equipamentos móveis em geral (quando licenciados) e outros veículos: R$ 16,77
  • Ciclomotores: R$ 19,65
  • Micro-ônibus com cobrança de frete mas com lotação não superior a 10 passageiros e Ônibus, micro-ônibus e lotações sem cobrança de frete (Urbanos, Interurbanos, Rurais e Interestaduais): R$ 25,08
  • Ônibus, micro-ônibus e lotação com cobrança de frete (urbanos, interurbanos, rurais e interestaduais): R$ 37,90
  •  Motocicletas, motonetas e similares: R$ 84,58 
  •  Reboque e semirreboque: isento (seguro deve ser pago pelo veículo tracionador)

______________________________________________________________________________________________________________________________

Venha debater esse assunto no Bom Dia Seguro, o maior grupo no WhatsAPP exclusivo para Profissionais de Seguros de todo Brasil.

Realize o seu cadastro através do link e venha compartilhar conhecimento: https://www.cqcs.com.br/cadastre-se/

Caso você já seja cadastrado no CQCS, envie um Fale Conosco solicitando participar do grupo. Link: https://www.cqcs.com.br/fale-conosco/

Tags:

1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal:

nenhum comentário

    ANTONIO JOSE DE ALMEIDA

    Você precisa estar logado para ler o comentário.

      CHRISTO CORRETORA DE SEGUROS

      Você precisa estar logado para ler o comentário.