Notícias | 19 de junho de 2004 | Fonte: Revista ISTOÉ Dinheiro

O truque do seguro popular

A empresa paulista EMD exibe uma carteira de seguros invejável. São 350 mil clientes conquistados no prazo recorde de um ano. Mais: seus produtos já movimentam R$ 30 milhões. É uma performance e tanto, sobretudo quando se considera que a companhia em questão não é uma seguradora. A EMD é uma consultoria de marketing direto que encontrou um canal alternativo para a venda de apólices. É ela quem está por trás da maioria dos seguros populares vendidos junto com as contas de telefone.

A cobertura residencial custa, em média, R$ 3,99 ao mês. Seu segredo são as parcerias com gigantes como Brasil Telecom e Telemar. “Até nossa entrada no mercado, esse filão era relegado pelas seguradoras”, afirma João Joaquim de Almeida Braga, presidente da consultoria. Agora, virou moda e até o governo estuda incentivos para esses produtos.

A sacada da EMD foi entregar para terceiros as etapas de venda e cobrança. O gigantesco cadastro de clientes e o complexo serviço de arrecadação das operadoras de telefonia caíram como uma luva. Enviar as apólices com a conta telefônica representa uma economia de até 50%. Braga conta ainda com um eficiente veículo de marketing. “Posso traçar um perfil do assinante e fazer uma propaganda barata e certeira”, explica.

No ano passado, cerca de quatro milhões de clientes da Brasil Telecom receberam, no mesmo envelope da conta telefônica, a proposta para comprar o Plano Seguro Casa. A apólice garante o pagamento das ligações telefônicas em caso de desemprego, indenização residencial para incêndio e um plano de capitalização. Para aderir, o cliente só precisa pagar um boleto igual ao da conta de telefone. O modelo deu certo, e a EMD já assinou contratos com Telemar, Telemig Celular e Amazônia Celular. Distribuiu cinco tipos de seguro pelo País. A aceitação da proposta de seguro é de até 5%, contra menos de 1% das malas diretas tradicionais.

O segundo pilar da estratégia são os sócios financeiros. “Desenho a apólice e saio à procura da seguradora”, explica Braga. O Plano Seguro Casa conta com a participação da Ace Seguros, da corretora Aon Affinity e da Brasil Assistência. Com esse mesmo modelo, a EMD acaba de lançar um plano odontológico popular, dando o primeiro passo rumo à diversificação. A meta é triplicar o faturamento da empresa nos próximos dois anos.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora sua conta e faça parte.

FAÇA PARTE AGORA FAZER LOGIN