Notícias | 18 de setembro de 2018 | Fonte: Gilberto Alves Ferreira

Mutualismo e Seguros

0 comentário

Corretor Autônomo, Gilberto Alves Ferreira

Há algum tempo venho sentindo forte entusiasmo de escrever sobre a minha indignação sobre o  rumo do mercado segurador brasileiro particularmente sobre os seguros de veículos, quando se trata da sua proposta maior, ou melhor, do seu princípio de atender uma parcela da sociedade voltada no mutualismo. Lembrei-me dos anos de 1980 de quando cursei a faculdade de economia da FMU e o professor abordou o tema do mutualismo e pediu-me para falar sobre o mercado segurador.

Na ocasião já trabalhando desde 1964, quer como Corretor já profissionalizado por lei e posteriormente como gerente de uma seguradora por 22 anos, sempre fui estudioso e contemporâneo desse mercado. Lembro-me do momento em que segundo minha opinião uma mudança causou a quebra do princípio econômico do mutualismo:


– A criação das franquias para os seguros de automóveis! concordo que na ocasião pareceu-me inevitável a sua criação, mais uma vez os bons pagam pelos maus. E fui testemunha de indivíduos que nas suas garagens tinham veículos danificados por descuidos próprios e criavam situações fraudulentas para se beneficiarem do seguro.

Há um, porém contudo , estamos falando de quase quarenta anos atrás
as técnicas eram outras no Brasil poucas seguradoras estavam totalmente informatizadas.

Hoje com os dados que elas possuem e as grades de informações cruzadas podem e devem reverter este ônus. Voltei a profissão de Corretor passados outros  vinte oitos anos, vejo os meus segurados fiéis, carregando o peso de suas franquias nas costas e sem se sequer um único sinistro.

Não seriam esses dados suficientes para a diminuição dessas franquias?

Reconheço que existe a opção de  optar por franquias reduzidas de 50% ou 25%, mas com custos nos prêmios. para nós brasileiros que lutamos por justiça igualitária e transparente não seria o caso de mudanças?

observação: – O princípio do mutualismo surgiu no oriente e consiste na contribuição de todos para benefício individual de cada um dos contribuintes .

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora sua conta e faça parte.

FAÇA PARTE AGORA FAZER LOGIN