Notícias | 19 de agosto de 2020 | Fonte: CQCS

MP que visa extinguir a profissão de corretor de seguros pode voltar a debate

O Congresso terá 60 dias – até o dia 16 de outubro – para editar um decreto legislativo que discipline as relações jurídicas decorrentes da MP 955/20, editada no dia 20 de abril deste ano, que suspendeu a tramitação da MP 905 (Contrato Verde e Amarelo), a qual, entre outros dispositivos, revogou a Lei 4.594/64, na prática extinguindo, dessa forma, a profissão do corretor de seguros. 

Segundo a Agência Senado, nesta terça-feira (18 de agosto), a MP 955/20 perdeu a validade, sem ser votada no Congresso.  

Com isso, a MP 905/19 deveria voltar a tramitar normalmente. Contudo, como aquela medida foi editada no último dia de vigência da MP 905, os parlamentares teriam até esta terça-feira para deliberar também sobre o Contrato Verde e Amarelo. 

Agora, com a perda da validade das duas medidas provisórias, o Congresso deve seguir as normas estabelecidas para a edição de medidas provisórias, segundo as quais, se a Câmara ou o Senado rejeitar a MP ou se ela perder a eficácia, os parlamentares têm que editar, no prazo de 60 dias, um decreto legislativo para disciplinar os efeitos jurídicos gerados durante sua vigência.

__________________________________________________________________________________________________________________

Participe do Bom Dia Seguro, o maior grupo no WhatsAPP exclusivo para Profissionais de Seguros de todo Brasil.

Realize o seu cadastro através do link e venha compartilhar conhecimento: https://www.cqcs.com.br/cadastre-se/

Caso você já seja cadastrado no CQCS, envie um Fale Conosco

FAÇA UM COMENTÁRIO

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora sua conta e faça parte.

FAÇA PARTE AGORA FAZER LOGIN