Investir em previdência privada neste fim de ano garante dedução das contribuições no IR 2020

07/11/2019 / FONTE: Porto Seguro

tipos-previdencia

Incentivo fiscal é exclusivo na modalidade PGBL e permite que participante deduza os aportes em até 12% de sua renda bruta anual

Mais um ano está chegando ao fim e aderir a um plano de previdência privada nesta época é o primeiro passo para garantir um futuro tranquilo. Quem já investe nesta ferramenta pode aproveitar os dois últimos meses de 2019 e destinar o 13º salário, a PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e os bônus recebidos no período para realizar aportes extras.

“Investir esse dinheiro extra em previdência privada aumenta a reserva financeira futura e também traz benefícios em curto prazo. Ao realizar os aportes até dezembro, o participante consegue deduzir suas contribuições já na próxima declaração do IR”, explica Fernanda Pasquarelli, diretora de Vida, Previdência e Investimentos da Porto Seguro.

O incentivo fiscal na previdência privada é exclusivo na modalidade PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e permite deduzir as contribuições e aportes feitos ao plano em até 12% da renda bruta anual do participante. Trata-se de um adiamento, pois a cobrança do imposto de renda ocorrerá no final, no recebimento do benefício, ou em caso de resgate. A vantagem é que além de pagar menos ou restituir mais IR enquanto investe, o cliente pode reaplicar o dinheiro e aumentar ainda mais sua reserva futura.

A outra vantagem da previdência privada é poder alcançar uma alíquota de IR de 10% sobre o dinheiro resgatado ou sobre o benefício recebido. Para isso, basta escolher o regime tributável que adota a tabela regressiva de alíquotas do IR na hora de contratar o plano. Nesse regime, indicado para quem vai deixar o dinheiro investido no longo prazo, o percentual do imposto sobre cada contribuição chega a 10% após 10 anos de investimento.

Já para quem declara no modelo simplificado, a melhor opção é a modalidade VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre). Embora essa opção não seja dedutível do imposto de renda, a tributação feita no momento do recebimento do benefício será apenas sobre o rendimento ao longo do tempo e não sobre o valor total acumulado, como ocorre na modalidade PGBL. Ainda assim, aproveitar algum dinheiro extra de fim de ano para fazer um aporte é sempre uma boa forma de aplicar seu dinheiro.

Optar por um plano PGBL ou VGBL gera muitas dúvidas e a escolha muda de acordo com o perfil do investidor. Para auxiliá-los nessa decisão, a Porto Seguro disponibiliza, em seu site, informações sobre as duas modalidades e os planos disponíveis na empresa, além de simular o investimento mais adequado para cada perfil de contribuinte através da ferramenta online Construindo o Futuro.

Tags: , , ,

1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal: