Inovação nos negócios: como atender às novas tendências do mercado de Seguros

22/07/2020 / FONTE: CQCS

noticia_122210

Nesta terça-feira, dia 21, Eduardo Brunetti, Francisco Caiuby Vidigal Filho, presidente da Sompo Seguros; Luiz Felipe Milagres, diretor de Clientes e Digital da Porto Seguro e Eduardo Brunetti, insurance advisor Executive (consultor de seguros Executivo) da SAP, participaram de uma mesa-redonda virtual promovida pela SAP para discutir a inovação no mercado de seguros.

Na conversa intermediada pela jornalista Patrícia Maldonado, os executivos falaram sobre suas carreiras e como a pandemia afetou suas empresas.

Felipe Milagres disse que a primeira preocupação foi cuidar das pessoas e a colocação dos colaboradores em home office foi bem rápida. “A TI foi bem elogiada”, disse.

Ele compartilhou ainda que a companhia tinha uma estratégia de whatsapp como solução e a pandemia ajudou a desenvolver esse canal muito rápido. “Foi uma grata surpresa para gente. A cultura de preocupação e interesse genuíno com as pessoas ajudou”, ressaltou.

Já o CEO da Sompo, Francisco Vidigal Filho, destacou que o primeiro aprendizado da pandemia é que o distanciamento social não é suficiente para afastar as pessoas. “Estamos hoje encontrando pessoas que estão longe fisicamente, mas temos tecnologias que nos ajudam muito”, disse. Ele lembrou que os 1800 colaboradores da Sompo estão trabalhando de casa desde março. “Isso foi muito importante. O que mais pensávamos era na saúde e segurança de nossos colaboradores e familiares. Vimos que a operação funcionou muito bem mesmo estando a distância”, garantiu. Ele afirmou que a companhia teve problemas pontuais no início, mas que logo foram resolvidos.

Eduardo Brunetti, insurance advisor executive da SAP, disse que apesar de ser uma empresa de tecnologia, os colaboradores da SAP desenvolviam o trabalho presencialmente. “Achávamos que íamos perder oportunidade porque não conseguíamos fazer uma apresentação remota. Hoje conseguimos ver que não”, pontuou.

O executivo ressaltou ainda que a produtividade é maior. “Não temos o tempo do deslocamento e, por isso, conseguimos atender mais clientes”, revelou.

Milagres disse que na Porto Seguro também houve melhora na produtividade. “A produtividade nos impressionou. Onde não tínhamos essa percepção percebemos que estamos mais produtivos. Foi uma quebra de paradigma”, ressaltou.

Para Brunetti alguns setores do seguro esse ano é muito atípico. “Tivemos muitas chuvas em janeiro, sinistro de auto e, de março pra cá, esses indicadores diminuíram porque as pessoas não estavam circulando”, afirmou.

Ele avalia que a tecnologia vai ajudar a olhar esse cenário e entender esses números. “As análises vão fazer parte de um novo modelo. O mundo vai mudar. Ainda não sabemos qual vai ser o novo normal que tanto falam. Como vai ser o comportamento do consumidor final?”, questionou.

Nesse sentido, Milagres acredita que a tecnologia é a base para tudo, mas o fim é sempre a necessidade dos clientes. “A Porto Seguro tem uma capilaridade grande. A gente planeja para improvisar. O planejamento é fundamental e estamos dispostos a improvisar”, destacou.

Para ele, a inovação não é uma área. “Todos têm que inovar”, indagou. Milagres afirmou que o setor de TI deve estar inserido no negócio para entender e apresentar soluções associadas à tecnologia.

Francisco Vidigal lembrou que a Sompo é uma companhia multilinha. “Temos uma atuação forte em diversas carteiras. Achamos importante aumentar a interação com outras companhias do grupo”, revelou.

O executivo afirmou que a Sompo Brasil está com grande proximidade com a Turquia, por exemplo. “Em termos de seguro agrícola temos proximidade com EUA e queremos ser líderes no seguro rural e precisamos ir bem no Brasil. Pretendemos pegar boas experiências da Sompo em outros lugares e trazer para o Brasil”, revelou.

Vidigal ressaltou ainda que a pandemia trouxe a valorização do seguro de vida. “A pandemia nos fez ver que somos falíveis e a necessidade de ver como podemos nos planejar. Vejo que seguro de vida, previdência saúde e residencial ganham visibilidade”, analisou.

Para ele, o mercado inteiro respondeu muito rápido em ir pra casa no início da pandemia. “Algumas transformações que aconteceram por conta da pandemia vão ficar. Por exemplo, no seguro rural, fazemos vistoria com drone. Temos sentido demanda por coisas novas, inovação, aplicativo”, apontou.

Nesse sentido, Brunetti disse que as pessoas são diferentes e a SAP, por meio da tecnologia, ajuda os clientes a entender o que está acontecendo no mundo.

Como herança da pandemia, ele diz que a maior parte das pessoas está tendo a oportunidade de ter um relacionamento mais próximo. “Como aproveitar? Eu tenho aproveitado para, uma vez na semana, ligar para alguém que faz tempo que não ligo. Estou começando a ter essa cultura”, revelou.

Francisco Vidigal lembrou a pandemia deixa ensinamentos. “Do ponto de vista pessoal, estou conseguindo ver a minha filha de 1 ano crescer. Estou tendo uma experiência de vida que não tive com os outros”, disse.

Em termos empresariais, ele ressaltou que as ferramentas que têm sido usadas para reuniões remotas e treinamentos vão impactar as empresas. “Temos claro na Sompo que o home office vai continuar. Pretendemos que metade da empresa fique em home direto e a outra parte em home office parte da semana”, projetou.

Ele ressaltou ainda que as ferramentas conseguem aproximar e muito as pessoas. “Em uma semana, visitei o Brasil inteiro virtualmente. Isso seria impossível antes e, hoje, conseguimos. O contato pessoal é importantíssimo e vai continuar. Mas vejo o lado híbrido muito forte”, ressaltou.

Milagres disse que poder estar perto da família é muito bom. “Descobri q essa vida de home office não é pra mim. Gosto de encontrar as pessoas, conversar no elevador”, disse. Para ele, o moderno ficou velho muito rápido. “Começamos a descobrir que as tecnologias estavam aí, algumas só não era usadas”, concluiu.

__________________________________________________________________________________________________________________

Participe do Bom Dia Seguro, o maior grupo no WhatsAPP exclusivo para Profissionais de Seguros de todo Brasil.

Realize o seu cadastro através do link e venha compartilhar conhecimento: https://www.cqcs.com.br/cadastre-se/

Caso você já seja cadastrado no CQCS, envie um Fale Conosco solicitando participar do grupo. Link: https://www.cqcs.com.br/fale-conosco/

Tags: , ,

1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal: