Família leva cadáver até seguradora para provar a morte de parente

22/11/2019 / FONTE: Extra

xblog_dead.jpg.pagespeed.ic.t46ua8uURi

Uma família de KwaZulu-Natal (África do Sul) levou o cadáver de um parente a uma seguradora local nesta semana. A companhia se negava a pagar a indenização até que a morte do segurado fosse provada.

Então, Thandaza Mtshali e Ntombenhle Mhlongo levaram o corpo de Sifiso Justice Mtshali, morto aos 45 anos em 7 de novembro, a um escritório da Old Mutual.

De acordo com a companhia, um problema na documentação a impedia de liberar o dinheiro para o sepultamento de Sifiso mais de uma semana após o óbito.

“Não somos pessoas ricas. Somos pobres, e eles estão se recusando a nos pagar. Estamos arrasados. Estamos tentando (receber) há nove dias, embora eles tenham dito que resolveriam tudo em 48 horas”, disse Ntombenhle à emissora News 24.

As familiares tiveram ajuda de funcionários do necrotério da região e de uma empresa funerária para levar o cadáver à seguradora.

Ao ver o corpo, a Old Mutual aceitou pagar a indenização.

“Ele nos pagaram imediatamente”. afirmou Ntombenhle.

O corpo de Sifiso foi sepultado no quintal da casa da família.

A empresa se desculpou publicamente pelo incidente e garantiu que continuará dando suporte à família de Sifiso.

Notícias relacionadas


1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal: