Em live do CQCS, Marco Antonio Gonçalves compartilha iniciativas da MAG Seguros para manter o Corretor ativo

03/04/2020 / FONTE: CQCS

800 x 400 (11)

Em entrevista conduzida por Gustavo Doria, fundador do CQCS, durante Live do Instagram que aconteceu nesta quinta-feira, 02/04,  Marco Antonio Gonçalves falou como estão atuando durante a crise e o que vislumbram para o day after.

“Nossa preocupação é todo dia preparar. Temos que ter essa visão pragmática de que temos todos de estar unidos na mesma direção”, afirmou o conselheiro da MAG Seguros, Marco Antonio Gonçalves.

O executivo reforçou que é um momento de união em que o coletivo deve prevalecer sobre o individual e todos na mesma direção. “Temos um aprendizado grande que talvez seja retroceder a algo que perdemos. Acredito que sairemos mais fortalecidos dessa situação”, disse.

Ele reforçou que o objetivo da companhia é “preservar vidas, cuidar da vida e saúde dos nossos colaboradores, está no nosso DNA: gente que cuida de gente”, ressaltou. Ele afirmou que cuidar dos funcionários, da família dos funcionários e dos corretores da companhia foi o grande norte. “Vamos dar sustentabilidade à empresa e a seus stakeholders, o ecossistema todo naquilo que efetivamente pudéssemos proteger”.

Em cinco dias ficou decidido que a empresa ficaria 100% home office. “Isso só foi possível porque isso vem sendo trabalhado há 8 anos. Estávamos preparados. Helder Molina liderou o grupo nesse sentido. Temos que ter atitude e temos que ser rápido. Neste momento não temos que ter qualquer feudo. O coletivo tem que prevalecer sobre o individual”.

Ele disse ainda que o Instituto de Longevidade Mongeral Aegon tem um papel importante no esclarecimento de dúvidas no grupo de risco do coronavírus. “São 800 mil pessoas cadastradas, são as pessoas 50+ que passaram a buscar avidamente pela informação do desconhecido”. Marco Antônio disse que só no mês de março, o site do instituto teve 1,4 milhão de visualizações. “Cuidar de pessoas, da sociedade, mesmo que não sejam nossos clientes, mas temos interesse que o país tenha uma sociedade cada vez mais preparada e informada”, disse.

Gonçalves alertou ainda que os corretores “são o pulmão da nossa empresa”. Por isso, e por conta do momento atual, uma das primeiras coisas que se discutiu dentro da MAG foi como deixar os corretores protegidos para continuar a fazer o trabalho de proteção. “As pessoas que estão no mercado de seguros têm que gosta de proteger”, disse ele.

O executivo disse que é preciso que todos estejam protegidos e o conceito discutido era o que fazer para que os corretores pudessem estar protegidos nesse momento de quarentena em que precisam ter sua renda. “Começamos a trabalhar com vários pilares e o principal era cuidar de pessoas, manter os clientes cuidar da arrecadação e cuidar da venda nova”, explicou.

Por isso, a companhia decidiu oferecer um valor de adiantamento monetário com base na média de produção que o corretor tem com a companhia. “Fizemos uma média e pagamos a diferença. Apelidamos esse adiantamento de não angariação. Ele não consegue manter as vendas novas no mesmo ritmo”, disse.

Ele revelou ainda que a companhia vai dar suporte aos corretores que forem diagnosticados com coronavírus. “Será uma ajuda de custo de 3 mil reais que é estendido ao cônjuge e filhos, caso eles sejam diagnosticados. Isso é para preservar a pessoa. Isso se chama sustentabilidade. É o carinho que as pessoas esperam nesse momento”, sentenciou.

Além disso, durante o preparo de cinco dias para colocar toda a empresa em home office, foi desenvolvido um curso de capacitação para os corretores. “Durante cinco dias, conseguimos capacitar 850 corretores para venda digital para mostrar que eles podiam trabalhar remoto tranquilamente”, revelou. O executivo divulgou que já teve feedback positivo de corretores que conseguiram concretizar venda. “O mundo vai mudar muito, mas algumas coisas vão continuar mesmo que seja on-line e o corretor é fundamental nesse processo de proteção da sociedade. Nesse ramo de vida e previdência o corretor dá a certeza do futuro protegido”.

No final da live, Gonçalves disse que o momento é de poucas certezas e muitas dúvidas. “Não  tem receita de bolo. Tem que construir no dia a dia. São pés no presente e visão no futuro. Tem que pensar todo dia. As pessoas que fazem bem as coisas estão com o pé no presente e foco no futuro”, afirmou.

Para ele, no futuro será preciso que nos seguros de vida e previdência será necessário que o mercado seja mais sensível às necessidades da sociedade.

________________________________________________________________________________________________________________________

Participe do Bom Dia Seguro, o maior grupo no WhatsAPP exclusivo para Profissionais de Seguros de todo Brasil.

Realize o seu cadastro através do link e venha compartilhar conhecimento: https://www.cqcs.com.br/cadastre-se/

Caso você já seja cadastrado no CQCS, envie um Fale Conosco solicitando participar do grupo. Link: https://www.cqcs.com.br/fale-conosco/

Tags: ,

1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal: