A dependência do seguro automóvel vai ser mortal

11/03/2020 / FONTE: Revista Cobertura

protecao_veicular-790x400
Essa foi uma das mensagens do novo presidente do Sindseg-SP durante almoço no CCS-SP, em que também falou da MP 905 e certificação

O Clube dos Corretores de São Paulo (CCS-SP) recebeu Rivaldo Leite, novo presidente do Sindseg-SP e vice-presidente comercial da Porto Seguro, para o seu tradicional almoço mensal realizado ontem, 10 de março.

Ao falar do positivismo do mercado em relação ao aquecimento da economia, Leite não deixou de sinalizar o preocupação com a epidemia do Coronavírus, que já afeta empresas e o turismo em muitas partes do mundo.

Outro ponto comentado foi a Medida Provisória (MP) 905/19, sobre a qual elogiou a forma como o Sincor-SP e a Fenacor estão conduzindo a situação. “Se não fosse essa força tarefa nos últimos dias, provavelmente, o cenário seria mais complicado. Todo o trabalho que o mercado está fazendo com a comissão mista que vai para a Câmara e depois para o Senado, fará com que o texto chegue diferente da maneira como foi redigida da primeira vez”, acredita o presidente do sindicato.

Quanto à certificação dos corretores, ele pontuou que as mudanças também trazem oportunidades, pois o mercado atuará em linha com segmentos em que isso não é controlado por um órgão federal. “Durante alguns anos acompanhamos a Funenseg fazendo os cursos e a Susep certificando.

O Ibracor está muito à frente da certificação, mas acredito que não será a única certificadora, e isso é muito bom para o mercado, pois tem a ver com o tema concorrência”.Rivaldo Leite ainda destacou que o corretor não pode manter uma certa dependência do seguro de automóvel. “A frota está diminuindo, o prêmio médio está despencando e as margens de comissão estão cada vez mais apertadas. A dependência do seguro automóvel vai ser mortal para todos”, alertou.Segundo o presidente da Aconseg-SP, Helio Opipari Junior, que participou do almoço, a recomendação do presidente do Sindseg-SP vai ao encontro da proposta com a qual a entidade tem trabalhado. “Pensamos em soluções e formas de auxiliar os corretores em outros ramos, seja por meio de novas ferramentas ou parcerias. Todos nós do mercado estamos passando por um processo de transformação”.

A fala do presidente da associação está alinhada com outra mensagem de Rivaldo Leite: “precisamos de coisas que facilitem o dia a dia dos corretores, que sejam simples e não tenham burocracia. É uma excelente oportunidade para inovarmos”.

Tags:

1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal: