Corretor de seguros quer acesso maior às informações

28/07/2003 / FONTE: CQCS - Centro de Qualificação do Corretor de Seguros


Os corretores de seguros até entendem que as seguradoras estejam preocupadas com a rentabilidade de sua carteira de negócios. Mas, a classe quer uma contrapartida das empresas do setor, até para facilitar o trabalho de seleção de riscos pelo profissional. Nesse sentido, alguns sindicatos estaduais dos corretores vêm apresentando uma série de propostas às entidades que representam as companhias de seguros.
Em Santa Catarina, por exemplo, o Sincor-SC sugeriu aos seguradores que o corretor de seguros tenha acesso ao volume de prêmios gerados e sinistros pagos, por regiões ou por ramos. Segundo o documento encaminhado pela direção daquela entidade ao sindicato das seguradoras catarinenses, essas informações podem vir a ser “um importante argumento de vendas”.
Foi proposto ainda que antes de implantação de qualquer mudança operacional, um técnico devidamente preparado pela seguradora seja designado para orientar o corretor e ao seu pessoal.
Já em relação às alterações nas condições gerais dos produtos, está sendo sugerido que tais mudanças sejam comunicadas, com destaque, inclusive através de anexos ao manual e de “janelas” indicando os itens que foram modificados.
Outra queixa comum refere-se ao “peso” dos programas utilizados pelas seguradoras. Os corretores já solicitaram às empresas do setor que adotem programas mais leves, desenvolvidos com cuidado para “não travar os micros”. Reivindicam também que os programas de cálculos prevejam todas as exclusões.

Notícias relacionadas


1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal: