Chubb comenta importância dos seguros de RCP

24/07/2018 / FONTE: Revista Apólice

featured-image-chubb
Setor cresceu 18% nos cinco primeiros meses deste ano, em comparação com mesmo período do ano passado
A Chubb diz que aumentou no Brasil a conscientização em torno da importância dos seguros de Responsabilidade Civil Profissional (RCP). A afirmação foi feita com base em dados da Susep, que mostram que o setor registrou crescimento de 18% nos cinco primeiros meses deste ano, em comparação com mesmo período do ano passado – de R$ 119 milhões para R$ 140,5 milhões.
“A procura pelas apólices aumentaram de acordo com o processo de conscientização de profissionais como advogados, arquitetos, engenheiros, médicos, enfermeiros, dentistas e vários outros. Eles estão cada vez mais sensíveis ao fato de que podem sofrer ações na justiça em função de supostos erros cometidos durante o exercício de suas profissões”, diz Humberto Pita, head de Linhas Financeiras da Chubb. De acordo com ele, o seguro garante proteção financeira para o segurado (pessoa física ou jurídica), caso ele necessite indenizar um consumidor ou paciente por conta de falha ou omissão no exercício profissional.
Conforme Humberto, a Chubb tem sido muito procurada em função de sua experiência com esses seguros – que são reconhecidos pela sua complexidade e, por isso, demandam conhecimentos amplos e aprofundados. “Esse aspecto ficou claro em razão dos sinistros que ocorreram ao longo de mais de 20 anos em todo o País. Por isso, o mercado se conscientizou das vantagens de contratar o seguro de RC Profissional de uma seguradora que tem apetite por esse risco, possui ampla equipe com técnicos especializados no ramo e atua com pioneirismo no setor, tanto no Brasil quanto no mundo”, destaca.
O executivo ainda diz que “a capacidade financeira da companhia também tem sido valorizada no momento da contratação do seguro. Isso porque as ações na justiça podem determinar várias formas de desembolso, desde o pagamento das custas do processo até uma eventual indenização do reclamante”.

 

Tags:

1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal: