Agente de Seguros: concorrência desleal e um assunto tenso no setor

13/01/2015 / FONTE: CQCS| Sueli dos Santos


concorrencia

Um tema em debate neste ano que começa é velho: a desleal concorrência dos agentes, conhecidos como corretores de pastinha e sem certificação emitida pela Superintendência de Seguros Privados (Susep).  Ou seja, uma concorrência desleal com o Corretor de Seguros, que tem que investir para ter a sua certificação como profissional qualificado de vendas.

O Corretor Romulo Guimarães Veloso, da Maxvel Seguros, é enfático: “Sou terminantemente contra a venda de seguros via produtores”. Para ele, o agente  é aquela pessoa que perdeu o emprego e vai vender seguro. Esse trabalhador não é legalizado, não paga imposto, desconhece o produto e não é registrado em uma corretora. Os corretores que trabalham com esses produtores querem legalizar a atuação deles, mas essa função não existe”, explica Veloso.

Um dos grandes perigos de contar com a figura do agente é que não há controle sobre o que ele diz ao cliente. Se ele promete algo que não está previsto na apólice e, por qualquer razão do destino, o segurado tem um sinistro e vai recorrer àquela promessa, além da frustração do segurado, o Corretor que validou a apólice pode ser acionado na Justiça.

O presidente do Sincor-SC, Auri Berteli, atesta que a figura do agente é ilegal, mas é um assunto delicado. “A responsabilidade fica com o Corretor de Seguros porque é o nome dele que fica na proposta”, alerta. A atitude é um risco grande para o Corretor. Essa é uma prática comum no mercado, mas ilegal porque se o Corretor não fizer um atendimento pós-venda para confirmar as informações transmitidas, o segurado fica exposto e em caso de sinistro é o Corretor quem vai responder pelos prejuízos.

“Para o mercado de seguros esse agente não existe. Então, o Corretor que aceita essa produção corre um grande risco”,  enfatiza Berteli. Ele acrescenta ainda.“ O que parece uma vantagem pode se transformar em um grande problema para quem trabalha com o agente. Além do risco de ser questionado pelo segurado, esse corretor pode também ser acionado na justiça trabalhista pelo próprio agente cobrando horas trabalhadas, comissão, registro em carteira etc etc etc. Se todos querem a transformação do mercado segurador, se todos querem que a cultura do Seguro fecunde no país, é importante que o Corretor de Seguros, um dos elos mais importantes nessa cadeia, esteja atento a forma como vai conquistar e manter seus clientes, defende o presidente do Sincor-SC.

Notícias relacionadas


1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal:

11 comentário(s)

    VIASECURITÁ CORRETORA DE SEGUROS LTDA

    Você precisa estar logado para ler o comentário.

    PAULO CORRˆA ALEJANDRO

    Você precisa estar logado para ler o comentário.

    Flávio Antonio Mueller SUSEP 10.0404624

    Você precisa estar logado para ler o comentário.

    Maximiliano Alexandre Knaak - (de forma independente)

    Você precisa estar logado para ler o comentário.

    PROCTOR CORRETORA E ADMINISTRADORA DE SEGUROS

    Você precisa estar logado para ler o comentário.

    DENISE REIS

    Você precisa estar logado para ler o comentário.

    BELLI CORRETORA DE SEGUROS

    Você precisa estar logado para ler o comentário.

    DIASBHZ CORRETORA DE SEGUROS LTDA

    Você precisa estar logado para ler o comentário.

    TBN Seguros

    Você precisa estar logado para ler o comentário.

    Flávio Antonio Mueller SUSEP 10.0404624

    Você precisa estar logado para ler o comentário.

    TODO RISCO CORRETORA DE SEGUROS LTDA

    Você precisa estar logado para ler o comentário.