Especial Boletim Estatístico: Região Nordeste é campeã em acidentes de trânsito

19/07/2018 / FONTE: Blog Viver Seguro no Trânsito via Sindseg SC

boletim lider
Quando pensamos no Nordeste logo lembramos de belezas naturais, da culinária diferenciada, festas… mas você sabia que a região também é conhecida pelo elevado número de acidentes de trânsito? É isso que a estatística comprova. De acordo com o Boletim Estatístico de Junho, divulgado pela Seguradora Líder, do total de 169.018 indenizações pagas pelo Seguro DPVAT no primeiro semestre deste ano, 31% foram destinadas à região Nordeste, embora sua frota seja apenas a 3ª maior do país. Para entender as razões nas quais os acidentes são tão comuns nesta região, é preciso conhecer as condições do trânsito por lá. Por isso, nesse post, vamos te levar numa viagem pelo Nordeste. Aperte os cintos e vamos nessa!
Raio-X das rodovias nordestinas
A Região Nordeste é composta por nove estados e tem uma área equivalente à da Mongólia: são mais de 1.554.291 km² de território, dentre os quais 37.550 km são rodovias.  De acordo com a Confederação Nacional dos Transportes (CNT), 22% de toda essa extensão apresentam problemas como trincas, remendos, buracos e pavimento destruído, o que ajuda a explicar o fato da região concentrar tantos acidentes.
Impactos diretos no trânsito
Sabe onde o crescimento da frota tem mais impacto, pessoal? No trânsito! As consequências são longos engarrafamentos. De acordo com o TomTom Traffic, das quatro cidades com trânsito mais denso no país, três são do Nordeste: Salvador, Recife e Fortaleza. Ainda de acordo com dados da plataforma, um morador dessas regiões gasta duas horas e 11 minutos diariamente para fazer atividades corriqueiras, como se deslocar até o trabalho ou fazer compras. De impressionar!
Frota em constante crescimento
O que ajuda a explicar os impactos no trânsito é o fato de, nos últimos dez anos, o crescimento no número de indenizações pagas pelo Seguro DPVAT no Nordeste acompanhou o aumento da frota de veículos, pessoal. De acordo com o Boletim Especial “Dez anos de Trânsito”, divulgado pela Seguradora Líder em maio, somente na região, a frota passou de 7,2 milhões em 2008 para mais de 16,3 milhões no final do ano passado. Nesse número, o crescimento mais expressivo foi para a frota de motocicletas, cujo incremento chegou a 166%.
Uma preocupação que se estende para as motocicletas
E, por falar no aumento no número de motos, elas são uma verdadeira preocupação em todo o Brasil e, no Nordeste, essa realidade não é diferente, galera. Por lá, esse tipo de veículo representa 44% da frota na região, enquanto no restante do país, representa apenas 27%. E rola muito mais estatística triste sobre esse tipo de veículo: somente no primeiro semestre de 2018, foram 38.445 indenizações pagas por morte e invalidez permanente por acidentes envolvendo as motocicletas.
Tags:

1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal: