Debate sobre comissão mínima esquenta! Colegas divergem sobre patamar..Uns acham que deve ser 5, outros 10, muitos 15 e tem gente que acha que ceve ser 25%! O que você acha?

18/11/2003 / FONTE: CQCS - Centro de Qualificação do Corretor de Seguros


Nome….: César Blauth
E-mail..: [email protected]
Empresa.: Autonomo – Corretor de Seguros
Cidade..: NOVO HAMBURGO
Estado..: rs
Assunto.: Colegas!
Voces já pararam para pensar e refletir…? Voces sabem quanto é a remuneração de um Advogado, representando os interesses de UMA das partes em qualquer contrato ou negócio? Voces sabem qual a remuneração de qualquer ‘consultor’? Voces pararam para pensar que NÓS, Corretores de Seguros somos representantes dos interesses das ‘duas’ partes? Da parte do Segurado na ‘compra’ do ‘produto’ e também representamos as Seguradoras na ‘venda’ do Produto? Voces acham que somente 15% é satisfatório para atender ‘ambas as partes’? Ou voces estão somente ‘vendendo’ o produto? Se estiverem somente ‘vendendo’, então voces não são “Corretores”, são somente ‘Vendedores’. Se voces entenderem que são ‘consultores’ daí vão perceber que 15% ainda é pouco… Ou então voces estão ‘fazendo pouco’…

Nome….: Nestor Coelho
E-mail..: [email protected]
Empresa.: I. A. C. SEGUROS
Cidade..: Rio de Janeiro
Estado..: RJ
Assunto.: Acho q deveria ser um minimo de 15 %, pois mesmo nos grandes centros onde o prêmio de seguro é mais alto temos corretores com com baixa produtividade q ñ suportaria receber 10 % do q produz.

Nome….: Paulo Cappi (PC)
E-mail..: [email protected]
Empresa.: Fernandes Associados Corretora de Seguros SC Ltda
Cidade..: Amparo
Estado..: SP
Assunto.: COMISSÃO MINIMA: Lendo as mensagens dos amigos de Ribeirão Preto, concordo em alguns pontos, realmente uma comissão minima de 10% numa região onde o prêmio do seguro seja baixo, prejudica ao corretor poder manter uma estrutura para prestar um bom atendimento a seus clientes, a ideia de se chegar a um bom senso entre as seguradoras e os corretores conforme a região acredito que seja realmente a mais viavel.
Acredito tb que aos inves de termos somente um percentual minino de comissão poderiamos ter um valor minino de ganho sobre um seguro como acontece com o custo de apólice, assim teriamos tb uma flexibilidade no comissionamento, pois quando angariamos um Prêmio Liquido de R$ 200,00 com 20% temos R$ 40,00, e quando o Prêmio é de R$ 1.000,00 temos R$ 200,00, sendo uma receita 160% maior, desda com um custo de adminsitração praticamente igual.
Precisamos na realidade elaborar um estudo para sabermos o custo que realmente temos para administramos uma apólice de seguro durante toda sua vigência, de preferência separado por ramo. Juntamente com o custo medio que temos para administrarmos e acompanharmos uma ocorrência de sinistro.
Com estas informações, com certeza teríamos dados confiaveís para podermos defender a tão sonhada comissão REFERENCIADA.
Espero ter contribuido para o debate e abraço a todos.

Nome….: n
E-mail..: [email protected]
Empresa.: pessoa fisica
Cidade..: piracicaba
Estado..: sp
Assunto.: Remuneração do Corretor/comissão referencial.
Minha sugestão é a de que, como fica praticamente impossivel o cooperativismo na nossa categoria, que o Sincor, Susep, Funeseg e todos os órgãos ligados a classe definam uma tabela, parametrizando um mínimo, mas condizente com o prêmio, pois não podemos fazer um seguro com prêmio de R$ 200,00 ano, com remuneração de 15 %, nem tampouco num prêmio de R$ 1.000.000,00 ! Acho que um salario mínimo mensal por cliente seria justo, ou proporcional ao risco. Quanto custa um plano de saúde mensal ? voces usam o médico todo mês ? quanto é os honorários de um advogado ? Sabe o preço da consulta ? No caso dos contadores, não deixa de ser diferente, o que poderiamos fazer, seria um contrato diferenciado para pessoas jurídicas.
COMISSÃO REFERENCIAL : acho que nós devíamos parar de pensar nisso, e EXIGIR das cias. seguradoras um parâmetro minimo de remuneração indepentendemente das condições de cada corretor!
Um abraço a todos !
Netto Mendes
Piracicaba/SP

Nome….: Amantino Maciel Neto
E-mail..: [email protected]
Empresa.: Maciel Corretora de Seguros
Cidade..: Toledo
Estado..: PR
Assunto.: Comissão de referência mínima :
Esta discussão já existe por muito tempo e está claro para nós que a referência deve ser de 15%. O percentual sugerido é compatível para atender todas as regiões do Pais e irá favorecer o Corretor competente. O cuidado que se deve ter é não permitir que esta referência se torne regra de rendimento e que possibilite as seguradoras usar este critério como massa de manobra na formação de custos.

Nome….: edson sanches
E-mail..: [email protected]
Empresa.: Horse Corretora de Seguros LTda
Cidade..: São Paulo
Estado..: SP
Assunto.: No meu entender a comissão referencial deve ser 25%. O que nossos colegas deveriam fazer é valorizar seu NOBRE TRABALHO DE CORRETOR DE SEGUROS e não praticarem estes descontos absurdos que vemos no mercado, principalmente quando há concorrência.
Porque nossa profissão tem que ser diferente????? Quando se aumenta a gasolina, ou quando vamos ao super mercado pedimos desconto????
Vejam que as seguradoras não baixam o custo e ficam de lado deixando que os próprios CORRETORES se “matem” no mercado. Quem que não baixou a comissão para manter, pelo menos, o custo próximo ao que o cliente pagou na vigência passado.
Precisamos refletir quanto a isto, pois, se a comissão cair para 15% haverá o mesmo problema, pois, a seguradora vai aumentar o preço e se tivermos que manter o cliente naquela seguradora teremos que dar descontos, caso contrário teremos que levar o cliente para as seguradoras de 2ª linha, sem contar com os “corretores espertos” que darão desconto além do limite permitido.
As SEGURADORAS TEM MARGEM, ENORME, PARA BAIXAR O CUSTO PARA O CLIENTE. VEJAM O ABSURDO QUE É QUANDO FAZEMOS UM CÁLCULO SEM PERFIL… CHEGA ATÉ SER UMA FALTA DE RESPEITO COM OS ATUÁRIOS DO MERCADO. ENTÃO PORQUE TEMOS QUE BAIXAR NOSSA REMUNERAÇÃO???? O QUE TEMOS QUE FAZER É VALORIZAR NOSSO TRABALHO, POIS, NOSSA PROFISSÃO É MUITO BONITA…. CAPTAMOS O CLIENTE, EXPLICAMOS O CONTRATO, DETALHADAMENTE, APRESENTAMOS O MELHOR CUSTO BENEFÍCIO, E, NA HORA DO SINISTRO DAMOS COMPLETO ATENDIMENTO ATÉ A HORA DO PAGAMENTO. SERÁ QUE ISTO TUDO NÃO VALE 25%????????
Abraços.
Edson Sanches

Nome….: Aldemir A SIlva
E-mail..: [email protected]
Empresa.: JRP & ALD Corretora de Seguros Ltda.
Cidade..: Ribeirão Preto
Estado..: SP
Assunto.: Caro Sr. Alcir, A sua ideia de se fazer um movimento para que possamos implantar a comissão referencial é ótima e merece todo nosso apoio, só que com referencia ao percentual deve ser regionalizado, pois a nossa região possui um dos menores P.L. para auto/rcf, por isso nesta região concordamos com o referencial mínimo de 15%.
Atenciosamente
Aldemir

Nome….: Cristiane O. Regina
E-mail..: [email protected]
Empresa.: studebaker
Cidade..: São Paulo
Estado..: SP
Assunto.: Comissão do Corretor
Na minha opnião, a comissão devidamente adequada ao corretor de seguros é de 25% ! Na pior das hipóteses, 20%. Sinceramente e com todo respeito, não sei como alguns corretores acham que dá para trabalhar saudavelmente com um ganho de 10 ou 15. Gostaria que me ensinassem “a mágica”. Muitas vezes me vi (ou vejo) obrigada a trabalhar com os tais 15% em razão de alguns colegas de trabalho passarem cotação com 10% de desconto visando ganhar o cliente. Gente, com todo respeito : a maioria dos corretores de seguros não sabem negociar ! Abrem diretamente os 10% de desconto pelo simples fato do cliente estar cotando. Na maioria das vezes, esses 10% de desconto não são significativos no preço – digo : não são R$ 20,00 a menos por parcela que viabilizam o cliente a contratar o seguro – e são R$ 80,00 a menos no nosso bolso ! Devemos lembrar que nosso compromisso com o segurado perdura 365 dias ! Nesse período de 1 ano ele pode precisar das nossas prestações várias vezes – isso inclui até mesmo simples informações que muitas vezes são passadas pelo celular. Eu seria a única a sentir essa tarifa doer no bolso ? E os clientes que não tem fax e temos que ir até ele pelo menos 3 vezes na hora do sinistro (contando com a simples retirada do boletim de ocorrência para iniciar o processo) ? Eu realmente não sei se os corretores estão computando nesses 15% os gastos com telefonia, fax, informática, manutenções que sempre aparecem, impressora, gasolina, contador, taxas anuais (sindicato, prefeitura) correio e é claro, sem falar nos impostos !!!
Se acharem que estou errada, me corrijam, mas o valor médio de uma comissão do seguro de automóvel, à 15% de comissão, é bruto : R$ 120,00 (vindo a ser menor em alguns casos). Muito bem, desses R$ 120,00 retira-se 5% ISS, 1,5% de IR (na fonte), 0,65% de Pis, 4% de Cofins (ainda não definida a isenção), 2,88% de CSLL, 2,40% de IRPJ trimestral, 0,38% Cpmf. Desses R$ 120,00 deduzidos apenas os impostos, já caímos para R$ 99,84 – que “dividido” por 365 dias (tempo de duração do contrato), dá um “ganho” de 0,27 centavos por dia ( ! ) – e eu ainda nem coloquei os gastos com telefonia, gasolina, informática e “redutores” para antecipar comissões de seguros parcelados em mais que 4 vezes… Claro que se trabalharmos com os 25%, a parte dos impostos será proporcional, mas o lucro líquido, não continuará proporcional quando o confrontarmos com essas outras despesas !
Na minha opnião, o Corretor de Seguros desvaloriza muito seu trabalho e sua posição. As vezes me parece que ele se satisfaz achando que faturou R$ 100,00 em dez minutos de conversação pelo telefone…
Percebendo nossas despesas, é que podemos encarar os números reais e enxergar de fato quantos seguros são necessários por mês para se ter um ganho mensal que proponha uma vida saudável. E ainda que esteja “chovendo contratos” na corretora de alguém, ainda assim o ganho baseado em 15% continua não sendo saudável, visto que temos que ter a responsabilidade de crescer com estrutura e mais contratos, significam também mais trabalho, mais acessoria.
Gente ! Tem que ser 25%…!

Nome….: ROBERTO MOREIRA SILVA
E-mail..: [email protected]
Empresa.: autonomo
Cidade..: sao paulo
Estado..: sp
Assunto.: Sou da opinião que: em determinados ramos onde o comissionamento é pré determinado pela seguradora (ex. automovel), todas as seguradoras deveriam fixar um patamar mínimo, indepentende de região, tipo de corretor (fisica ou juridica),além de dar condições iguais para todos; Esse patamar deveria ser um percentual aceitavel a fim de que o corretor, seja fisica ou juridica, possa no mínimo cobrir suas despesas administrativas, é lógico que existem diferenças entre corretores em relação as despesas, uma corretora de grande porte provavelmente tem uma despesa maior que um corretor pessoa fisica, mesmo assim, existem as compensações, uma corretora de grande porte tem muita mais clientes que um corretor pessoa fisica (não é regra, mas sim dedução) sendo assim, uma coisa pela outra.
Na minha opinião, os seguros individuais de auto, poderiam ter uma comissão mínima em torno de 17%, indepentende da região.
Para os demais ramos a comissão deveria ser livre com um percentual máximo e um percentual mínimo préviamente informado pelo seguradora, sendo que, nesses casos a seguradora somente informaria o premio net e o carregamento ficaria por conta do corretor de acordo com a sua necessidade, acredito que assim, existiria uma concorrência mais sadia, sem aqueles “milagreiros”.

Notícias relacionadas


1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal: