Sergio Ricardo

Executivo dos Mercado de Seguros com mais de 20 anos de experiência. Mestre em Sistemas de Gestão – UFF/MSG, MBA em Sistemas de Gestão – GQT – UFF. Engenheiro Mecânico – UGF. Foi superintendente técnico e comercial na SulAmérica Seguros. Foi membro da ANSP – Academia Nacional de Seguros e Previdência e foi Diretor do CVG – Clube Vida em Grupo RJ. Fundador do Grupo Seguros – Linkedin. Associado da ABGP, PRMIA, IARCP. Colunista da Revista Venda Mais e do Portal CQCS. Coordenador de Pós-Graduação e Professor dos programas de Pós-Graduação do IBMEC, UFF, IPETEC UCP, ENS, FGV, FUNCEFET, UVA, CEPERJ, ECEMAR, ESTÁCIO DE SÁ, TREVISAN, IBP, CBV. É, atualmente, coordenador acadêmico de vários cursos de pós-graduação, como o MBA Saúde Suplementar http://www.ipetec.com.br/mba-em-saude-suplementar-ead/, do MBA Gestão de Negócios de Seguros http://www.ipetec.com.br/mba-em-negocios-de-seguros-ead/ e do MBA Governança, Riscos Controles e Compliance na UCP. Sócio-Diretor da Gravitas AP – Consultoria e Treinamento, especializada em gerenciamento de riscos, seguros, saúde suplementar e resseguro. www.gravitas-ap.com([email protected]).

Saber Sabendo - Ensinando e Aprendendo | 22 de julho de 2021 | Fonte: Sérgio Ricardo

Empurrãozinho

0 comentário

Apesar de ser uma área de estudo relativamente nova, há cada vez mais livros e casos com aplicações práticas de incentivos relacionados aos consumidores de varejo virem a tomar ações de aquisição de produtos e serviços.  

De fato, pequenas mudanças de percepção podem fazer muita diferença no comportamento humano. Essas pequenas mudanças são conhecidas como “nudges” (cutucada ou empurrão).

O nudge está relacionado principalmente à arquitetura de escolhas e decisões, onde pequenas alterações na forma de perceber e resolver um problema podem influenciar na tomada de decisões do indivíduo que se quer atingir.

Claro que, para projetar um nudge, é necessário inovação e o “pensar fora da caixa”, sobretudo conhecendo a jornada do cliente.

Richard Thales, que concebeu a teoria, diz que é simples: se você quiser que alguém faça algo, torne esta ação fácil. Make it easy – na tradução literal: faça ser fácil. Parece tão óbvio, mas não é, pois rendeu a Richard Thaler o prêmio Nobel de Economia em 2017.
O livro de Thales já vendeu mais de 1,5 milhão de cópias e há uma nova edição de 2021 revisada nas livrarias (https://www.amazon.com.br/Nudge-Final-Richard-H-Thaler/dp/014313700X).

Um exemplo prático da teoria é uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, que tinha como objetivo melhorar a alimentação das crianças nas escolas. Foram feitos alguns testes e se identificou que o consumo de maçãs aumentou mais de 60% quando eram servidas fatiadas. Para Thaler é evidente, pois a maçã fatiada é muito mais fácil de comer. Tão fácil quanto comer salgadinhos.

Essa pequena mudança, nudge, gerou um grande impacto no consumo e na indústria de maçãs. Hoje, nos EUA, 1 a cada 20 maçãs é fatiada, criando uma grande indústria em torno de uma pequena alteração na forma que a consumimos. O sucesso é tão grande que até a rede de fastfood McDonald’s passou a oferecer maçãs fatiadas, tornando-se um dos principais acompanhamentos da rede.

Na China, onde já há mais de 1 bilhão de pessoas vacinadas, o governo resolveu aplicar a teoria. Quem vai se vacinar participa de um sorteio em que pode ganhar várias coisas, até dinheiro em espécie e isso fez vencer a inércia. No Brasil, há pelo menos 4 milhões de pessoas que não compareceram para tomar a segunda dose das vacinas. Não caberia pensar em um “empurraõzinho”?

A vantagem do nudge em relação a ações mais impositivas, além de melhorar a regulação evitando restringir direitos, é seu baixo custo em relação ao grau de efetividade, pois muitas vezes envolve medidas tão simples quanto a mera disponibilização de informações.

Uma pergunta aos corretores de seguros: que ideia de nudge você poderia criar para atrair novos clientes ou até para mudar sua empresa de patamar? Tem que ser simples, de baixo custo, intuitiva e com vantagens para os clientes. 

De minha parte o “empurrãozinho” é um convite para que você conheça o novo MBA Seguros que está sendo lançado em agosto, totalmente on-line, transmitido ao vivo, em sábados quinzenais, com 25% de desconto nas parcelas para pagamento até o dia 10 de cada mês. Trata-se de uma enorme oportunidade.
Clique no link e confira https://www.ipetec.com.br/mba-em-seguros-ead-new/

FAÇA UM COMENTÁRIO

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora sua conta e faça parte.

FAÇA PARTE AGORA FAZER LOGIN