Que fim levou a subscrição e a inspeção de riscos?

07/06/2016 / FONTE: Sérgio Ricardo


Por Sergio Ricardo de M Souza, MBA, M.Sc.

A inspeção e riscos é um instrumento importante na subscrição de vários ramos de seguros, como os ditos massificados, que sempre prefiro chamar de padronizados, e os mais complexos.

A subscrição de riscos depende da subscrição para confirmar informações prestadas pelos segurados e segurados, levantar fragilidades e permitir que os subscritores façam juízo de valor sobre a qualidade dos riscos e possam incluir recomendações de melhoria para que a aceitação dos riscos possa ocorrer. Influi também, na precificação dos seguros, na cessão de resseguro.

Outrora as seguradoras possuíam estruturas próprias para inspeção de riscos, sobretudo na época dos seguros tarifados, mas a partir de 1992 (lá se vão muitos anos), iniciou-se um processo de massificação dos seguros com redução de preços e, com isso a necessidade de reduzir custos, o que acabou fazendo com que se iniciasse um processo paralelo de extinção das estruturas técnicas. Em uma primeira leva fez-se a demissão dos inspetores de riscos, com a promoção de incentivo à criação de empresas prestadoras de serviço terceirizadas, com a garantia de volume de serviços. Mais à frente a desmontagem das estruturas de subscrição, por conta da subscrição eletrônica.

Os resultados dos produtos de seguro foram piorando com o tempo e muito da inteligência de subscrição e mesmo das inspeções de riscos foram perdidas. Muitos subscritores foram para as áreas comerciais ou se tornaram corretores de seguros. As empresas de inspeção foram perdendo serviço e, com isso, inicialmente, contratavam quarteirizados para fazer o serviço, mas mesmo assim, sob forte pressão dos custos, a grande maioria acabou fechando as portas.

Tudo isso contribuiu para uma situação bastante agravada que agora está exposta. Uma rápida consulta as estatísticas oficiais da SUSEP (12 meses – base abril 16) mostram que a sinistralidade dos ramos patrimoniais chegou a níveis bastante preocupantes. Eis o quadro:

  Captura de Tela 2016-06-07 às 18.40.35

Fonte: SES SUSEP – Maio 15 à Abril 16

Não há dúvidas que esses ramos/produtos são trazem oportunidades comerciais para os corretores de seguros que querem sair do dia a dia do seguro automóvel, seja por uma concorrência menos voraz ou mesmo pela exigência de maior especialização, mas é cada dia mais difícil encontrar opções de seguradoras que operam com eles e, mais ainda, por parte das seguradoras, subscritores de riscos capacitados para avaliar as ofertas de transferência de riscos e inspetores de riscos ou empresas prestadoras de serviço que possam atender a demanda.

De fato, a formação desses profissionais não esteve em foco nas últimas décadas e agora, com a tendência de um mercado mais técnico e seletivo se impõe a necessidade de qualificação, sem que, no entanto, as empresas do mercado possam recorrer às suas áreas de treinamento internas para tal.

Temos atendido na Gravitas AP algumas seguradoras, resseguradoras e corretoras de seguros que têm se preocupado com a oferta de capacitação técnica de alto nível para seus colaboradores, mas ainda são poucas, talvez por causa da crise.

De qualquer forma, para poder fazer frente a demanda em vários locais do país, elaboramos em parceira com a Escola Nacional de Seguros dois cursos de subscrição de riscos e um de inspeção de riscos que são oferecidos em várias localidades do país, que faço questão de ministrar pessoalmente. São os cursos de Gerenciamento de Riscos e Transferência por Seguros, Subscrição de Riscos e Precificação de Seguros e Inspeções de Riscos em Seguros.

Já oferecemos turmas desses cursos no Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Curitiba, Porto Alegre, Brasília e Belo Horizonte com muito sucesso e turmas lotadas ao longo dos últimos anos e agora estaremos oferecendo novas turmas:

• Inspeções de Riscos em Seguros – Curitiba – 17 e 18/junho

• Subscrição de Riscos e Precificação de Seguros –  Porto Alegre – 24 e 25/junho 

São cursos intensivos, realizados em sextas-feiras e sábados, indicados para corretores de seguros, subscritores de riscos, profissionais do mercado de seguros em geral, prestadores de serviço de inspeções. Maiores informações nas respectivas unidades da Funenseg.

Sergio Ricardo de Magalhães Souza

Executivo dos Mercado de Seguros com mais de 20 anos de experiência. Mestre em Sistemas de Gestão – UFF/MSG, MBA em Sistemas de Gestão – GQT – UFF. Engenheiro Mecânico – UGF. Membro da ANSP – Academia Nacional de Seguros e Previdência e Diretor do CVG – Clube Vida em Grupo RJ. Fundador do Grupo Seguros – Linkedin. Associado da ABGP, PMI, PRMIA, IARCP. Colunista da Revista Venda Mais e do Portal CQCS. Coordenador de Pós-Graduação. Professor dos programas de Pós-Graduação da ESNS, UFF, FGV, IBMEC, FUNCEFET, IPETEC UCP, UVA, CEPERJ, ECEMAR, ESTÁCIO DE SÁ, TREVISAN, IBP, CBV. Sócio-Diretor da Gravitas AP – Consultoria e Treinamento, especializada gerenciamento de riscos, seguros e resseguro. e-mail: sricardo@gravitas-ap.com

Notícias relacionadas


1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário. Se ainda não fez o seu cadastro, por favor, clique aqui. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal:

1 comentário

    Maurício Galdino

    Você precisa estar logado para ler o comentário.