A mente será livre, ou ela estará morta. Grace Llewellyn

notícias

Zika vírus: especialista da MAPFRE Saúde dá dicas de como evitar a doença

22/01/2016 / Fonte: MaxPress

zikaPara as mulheres que querem ter filhos ainda este ano, a principal recomendação do especialista é que a prevenção comece antes mesmo da gestação

A preocupação com a prevenção ao zika vírus – transmitido pelo mosquito aedes aegypti, também vetor da dengue e do chikungunya – por mulheres gestantes é significativa. E não é à toa, já que a doença pode estar relacionada à incidência da microcefalia, uma má formação neurológica que inibe o desenvolvimento da cabeça e do cérebro das crianças. O último relatório divulgado pelo Ministério da Saúde, em janeiro deste ano, aponta que já são mais de 3.500 casos em todo o país. Claudio Tafla, diretor médico da MAPFRE Saúde, alerta sobre os principais cuidados na prevenção ao zika, que devem começar antes mesmo da gestação.

Para quem pretende ter filhos ainda este ano, o médico ressalta que a prevenção deve ser constante e começar o quanto antes. “A maioria das mulheres acaba descobrindo que será mãe quando já está com mais de dois meses de gravidez. E como o maior risco para doenças neurológicas e más-formações ocorre no primeiro trimestre da gestação, em termos de prevenção dificulta e expõe muito o bebê a riscos. O ideal, então, é que a prevenção comece com ações simples, que vão além da verificação da água parada, dentro de casa e nas redondezas, além do uso de telas de proteção, recomendados para todas as pessoas”, afirma.

Segundo o especialista, uma ação eficiente e prática para a prevenção, especialmente durante o verão, é o uso de protetores solares que contenham a substância DEET (dietiltoluamida), uma solução que compõe os repelentes e age de forma eficaz contra os mosquitos. “A combinação filtro solar e repelente para insetos é interessante e uma ótima prática, até para nos proteger das duas agressões: picadas e exposição ao sol, de forma bem eficaz. Essas loções são adequadas para uso ao ar livre e podem auxiliar na prevenção às picadas, mantendo os mosquitos afastados. Vale o reforço de que a prática é auxiliar na prevenção, e não deve ser utilizada como único meio”, afirma.

Outro cuidado é com relação a ingestão do complexo B, que, consumido em excesso, pode ser prejudicial à saúde. “É um mito e até um erro ao mesmo tempo acreditar que tomar bastantes vitaminas do complexo B – ou especificamente a vitamina B 12 –, que é um medicamento para evitar que o mosquito se aproxime. Além de ser eliminada pela sudorese natural do corpo, especialmente em temperaturas mais quentes, a ingestão em excesso desta vitamina pode trazer efeitos colaterais diversos, como aumento descontrolado do apetite até uma intoxicação medicamentosa. No caso de gestantes, o bebê correria menos riscos, mas a mãe estaria muito exposta. Durante a gestação, é bom evitar qualquer tipo de automedicação, incluindo vitaminas que não foram prescritas pelo médico que acompanha a paciente”, reforça.

Combate ao mosquito é dever de toda a comunidade

Como ação complementar à prevenção, a proliferação do mosquito pode ser evitada quando o trabalho é feito por toda a comunidade. “O aedes aegypti é um mosquito preguiçoso e com vida curta – cerca de trinta dias, em média, com tempo de vida relativamente maior para as fêmeas, vetores da doença. Dificilmente ele alcança apartamentos localizados a partir do décimo andar ou em casas que fiquem a mais de dois quilômetros de distância do criadouro. Caso seja encontrado um foco de criação do mosquito, é porque ele realmente está perto. Nestes casos, a força-tarefa na procura pelos focos é vital. É bom ficar de olho em casas abandonadas, prédios que tenham piscinas fora de uso por muito tempo e, claro, sempre procurar, no próprio lar, por possíveis fontes de desenvolvimento das larvas”.

“Uma forma promissora de cuidado e prevenção tem sido a utilização de mosquitos machos geneticamente modificados para fecundar fêmeas; eles causam infertilidade na fêmea ou a morte dos ovos”, finaliza.

Para Almir Fernandes, presidente da MAPFRE Assistance, algumas regiões e destinos de viagem também precisam de cuidado especial. “O Brasil passa por um momento em que a atitude individual é importantíssima para o coletivo. Como a proliferação dos mosquitos agentes é muito rápida, só as ações preventivas periódicas poderão controlar e exterminar a disseminação”, comenta.

O especialista também dá dicas para quem vai viajar, tanto na escolha do destino, quanto em prevenções para proteger a casa vazia:

  • Verifique se a região de destino é uma das mais afetadas pelo mosquito.
  • No verão, prefira filtros solares que tenham a substância DEET, também presente em repelentes. Fique atento ao prazo de reaplicação que varia de acordo com a fórmula do produto, por isso é importante ler com atenção a embalagem.
  • Antes de sair de casa, verifique se sua caixa d’água está devidamente fechada, bem como os latões de água de reuso.
  • Guarde garrafas vazias de cabeça para baixo para evitar o acúmulo de água parada;
  • Mantenha desobstruídos e limpos ralos, canos, calhas e toldos.
  • Se possível, coloque telas protetoras em todas as janelas da casa ou do apartamento.

Sobre a MAPFRE – No Brasil desde 1992, a MAPFRE é parte do grupo espanhol que forma uma das maiores empresas de prestação de serviços nos mercados segurador, financeiro, de saúde e pesquisa do mundo. Sólida e inovadora, está presente em 49 países e nos cinco continentes. Especialista nos segmentos em que atua, a MAPFRE opera com bases de negócios sustentáveis e é dividida em unidades de Investimentos, Consórcios, Capitalização, Previdência e Vida Resgatável, Saúde, Seguros (por meio do GRUPO BB E MAPFRE), Assistência e Pesquisa e Desenvolvimento (CESVI Brasil). A companhia ainda mantém a Fundación MAPFRE, instituição sem fins lucrativos, que promove e desenvolve atividades de interesse geral da população. Mais informações sobre produtos e soluções: http://www2.mapfre.com.br/home

A unidade MAPFRE Saúde chegou ao mercado com um novo modelo de prestação de serviço, com foco na participação ativa da vida cotidiana de seus beneficiários, oferecendo apoio e suporte. Com um ano de atuação, a área conta com uma rede credenciada própria em São Paulo, no Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, além do Programa Vida Saudável como diferencial, com foco em promoção à saúde e prevenção. Mais informações sobre produtos e soluções: http://www2.mapfre.com.br/servicos-financeiros/mapfre-saude

Sobre a MAPFRE Assistance no Brasil

Presente há 22 anos no país, a MAPFRE Assistance é uma marca de propriedade industrial do Grupo MAPFRE, utilizada pela Brasil Assistência, Unidade do Grupo no Brasil especializada em serviços de assistência a pessoas, residências e veículos e riscos especiais. Com presença direta em 47 países e rede própria nos cinco continentes, é líder mundial na prestação de serviços de Assistência e Gestão de Serviços. Eleita melhor companhia de Assistência do Mundo, pelo prêmio ITIJ, tem entre os principais serviços prestados, a linha de Assistência a Pessoas e Famílias, Auto e Residência, Gestão de Processos e Serviços – que envolvem Gestão de Sinistros, Call Center, Gestão da Qualidade, Retenção e Endosso – e Assistência Viagem Receptivo, Nacional e Internacional. Sua carteira é composta por mais de 110 clientes corporativos e 27 milhões de usuários no Brasil. Mais informações sobre produtos e soluções: http://www.mapfre-assistance.com.br/


.
  • listagem

Atenção:

1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário sobre esse vídeo. Se ainda não fez o seu cadatro, por favor, clique na área "Entre", no topo da página. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal:


nenhum comentário