A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original. Albert Einstein

debate seguro
ImgNoticia_75100

Corretor questiona: por que restrição no Serasa dificulta aceitação no risco?

23/07/2012 / Fonte: CQCS | Debate Seguro

Área de interesse:  Debate Seguro
Nome:  Alexandre Rivetti
E-mail:  rivetti@mgconecta.com.br
Empresa:  Rivetti Corretora de Seguros
Cidade:  Sao Joao del Rei
Estado:  MG


Assunto: Segurado é punido por ter problemas de cpf ou cnpj. Gostaria de que os colegas de trabalho me ajudassem a enterder o por quê que o segurado não pode ter seus bens cobertos quando o cpf ou cpnj tem restrição no Serasa ou SPC. Seguradora empresta dinheiro? Seguradora é banco? O que é afinal. Gostaria de propor ao Sr. Amando Vergílio que derrubasse essa barreira na Susep, cpf ou cnpj com restrições no Serasa ou spc, não quer dizer que os bens tenham sidos adquiridos ilegalmente. Abraço a todos e bom trabalho.

CQCS responde: Caro Alexandre, estamos publicando sua demanda para que os colegas possam ajudar.


.
  • listagem

Atenção:

1. Você precisa ser cadastrado para enviar o seu comentário sobre esse vídeo. Se ainda não fez o seu cadatro, por favor, clique na área "Entre", no topo da página. Um e-mail será enviado para a sua caixa postal, fornecendo sua senha.

Esqueceu sua senha?

Preencha o campo abaixo com o mesmo endereço de e-mail que você usou para fazer o seu cadastro e enviaremos uma nova senha para a sua caixa postal:


30 comentário(s)

    MTJ CORRETORA DE SEGUROS LTDA.

    Comentário:

    serasa

    o comentario do sr. marcos gentil responde creio eu, a todos os desmandos por parte das seguradoras.
    será que elas “burlam a lei ” para não pagar seguro. uma vez que a maioria tem algum problema com o procon, na justiça movida por segurado, etc…


    CAMBUCI

    Comentário:

    cpf/cnpj indicados no serasa e scpc

    eu não concordo com a posição das seguradoras em não aceitar o seguro de um cidadão que esta negativado no mercado de consumo.
    esta pratica iniciou-se no fim dos anos 90 por alguns celebres burocratas do mercado que entenderam que o individuo que se encontra negativado é por excelência um fraudador, ou seja, iriam vender seus veiculos no paraguai e depois reclamar o furto do mesmo já em solo brasileiro para assim saudar suas dividas.
    ocorre que em assim sendo, nós não deveriámos contratar com qualquer seguradora que seja, pois a quantidade de ações e uções que elas possuem as desabilitam a comercializar até mesmo uma pipoca.
    os grandes sabios dos anos 90 que fizeram essa porcaria no mercado e que diretamente promoveram a discreminação, ou já se aposentaram ou morreram, mas deixaram o seu lixo tecnico e juridico entre nós


    MRC-CONSULTORIA EM SEGUROS CORPORATIVOS E EMPRESÁRIAIS

    Comentário:

    ao ler este comentário do nobre corretor no site da cqsc,fiquei a pensar e quero explanar o que penso a respeito de tao restrição,e vou me dirigir a pessoa do comentário,querido amigo, a grosso modo e em uma visão de apenas cobertura em relação ao bem segurável,parece até ser razoável seu argumento,entretanto quando algo baseado em direitos legais quando criada ela não pode ser unilateral e também fica dificíl de permenorizar o maximo de detalhes,mas entendo que quando a seguradora criou tal restritiva não estava baseando-se no sujeto que ficou com restrição com o fato de ter um valor devedor em uma loja,ela partiu do pressuposto das motivações que levavam o sujeito a tal atitude de fraude,certo de que isso pode atingir problemas de dividas bem pequenas em relação ao possível cliente, mas todas as coisas em lei precisa ter um principio de equidade igualdade e valor social e público,entenda assim a postura de alguém responsável quanto aos seus compromissos financeiros seja qual for o valor,por trazer sua conduta em voga também é um bem.


    FLJ CORRETORA DE SEGUROS

    Comentário:

    serasa

    a seguradora não é banco, não é financeira, mas se o segurado esta passando por dificuldades financeiras e não
    consegui sana-las é obvio que ele vai partir para o mais fácil, some com o carro, põe fogo na casa, quantas fraldes
    vemos por ai nos noticiários, tem até gente que corta o próprio dedo para receber o seguro de vida, só por isso que
    gente com serasa não pode fazer seguro, acho correto!


    PROFISSIONAL LIBERAL OU AUTÔNOMO

    Comentário:

    restrição serasa spc

    há muito já questionei esta restrição, porque entendo que não tem nada a ver, mas, se o segurado não pagar o seguro é outra coisa.


    FADIA-ADM. COR. SEGUROS LTDA

    Comentário:

    a guerra dos papeis

    meus caros, nós temos que nos unir de uma vez, e tentar acabar com algumas providências de seguradoras com “estratégias para melhora o meio ambiente”, estão agora, querendo não mais emitir os certificados dos segurados, evitando gastar 6 milhões de folhas de papel por ano, que serão feitos, de forma virtual. agora, a mania pegou. foi a vez das propostas, das apólices, das condições gerais e agora, dos certificados. temos que nos unir para tomarmos uma medida drástica, para evitar que isso venha a se concretizar. será que os cheques de pagamento de indenizações, serão pagos em formato de papel ou pdf? para que seja depositado no banco de preferência da família do falecido? por sua vez, o banco entregará o recibo, também em formato pdf para comprovação do depósito? imagine, você vai ao restaurante, pede um filé com batatas fritas com salada. de repente, chega o garçom todo sorridente com a bandeja, simplesmente com uma fotografia do que foi solicitado? >>< < temos que rir para não chorar >>< <
    com os documentos na mão, muitas vezes é difícil o pagamento da indenização. sem documentos, é claro que vai piorar.
    seria bom, as seguradoras começarem a pensar em reflorestamento, para não terem que deixar de imprimir os documentos.
    pensem nisso e mãos à obra. abraços. <> josé carlos <>
    obs.: e, se os bancos pensarem em não mais emitirem os cheques? como ficarão os pagamentos e recebimentos? o que as seguradoras desejam, é exatamente transferir para os corretores, a obrigação de imprimir tais documentos. só isso.


    ZIPSEG CORRETAGEM DE SEGUROS

    Comentário:

    aceitação declinada/serasa

    como disse nosso colega jose de tela filho, nunca vi regra por escrito das cias. porquê? por que não pode ser desta maneira. como sempre, as cias de seguro nos “empurram” o problema> vejamos, o cliente tem um celta 2002 financiado em 60x e está com uma pendência de r$ 500,00 em uma administradora de cartão de crédito. este cara é muito perigoso! vai fraudar a cia de seguros! este não. o cara que vai fraudar é aquele que não tem restrição, que quer fazer o seguro com 110% da fipe com despesas extraordinárias… que sabe que não conseguirá vender seu carro nem com 85% da fipe. este é o fraudador. e as cias estão preocupadas com o cara que deve a operadora de celular??


    MTJ CORRETORA DE SEGUROS LTDA.

    Comentário:

    aceitação declinada em virtude de serasa, etc…

    após ler varios comentários dos colegas, tenho a fazer a seguinte reflexão : foi falado em inadimplência, coisa que em seguro isto praticamente não existe, uma vez que não se paga o seguro é cancelado.
    foi dito tambem que o juridico da porto seguro informa ( não sou que esta dizendo ) que isto pode trazer problema, pois o segurado em questão pode entrar com ação querendo receber, inclusive se este tiver penhora por parte da justiça. prefiro ignorar este comentario, pelo fato de : se for veiculo o pagamento será para a financeira, até por que este veiculo terá informação no gravame. se tiver bloqueio judicial para venda e este “bem ” tiver sinistro, o valor será depositado em juizo e o problema será do segurado e juiz e nós corretores e seguradora não temos implicação.
    quanto a estatisca mencionada pelo colega rafael vidal, nunca vi e creio que ninguem viu, são apenas suposições…, que, quem tem serasa esta mais abalado. penso ao contrario, hoje neste país quem não tem é que esta preocupado em não ter seu nome apontado, com medo de perder o emprego e mesmo o crédito. seguradora não da crédito e sim garante o bem, desde que o premio seja pago.
    outro fato que quero alerta-los, é que a pessoa que tem o nome no serasa ou algo parecido, com certeza ou muito me engano, este carro ou outro bem a ser segurado, já esta financiado ou dado como garantia, senão ele teria vendido, para diminuir a divida. e o que ele menos quer é perder este bem, pois não terá como obter outro… além do pagamento ser feito para o credor. alguem pode perguntar, mas se o bem não estiver alienado como faz…. o problema passa a não ser nosso e sim do credor que não se garantiu.
    tambem foi citado o japão e obedecer a lei. oras senhores, a lei não diz que quem tem serasa ou algo parecido, não pode fazer seguro e que o mesmo não mereça o nosso respeito. conheci uma pessoa, que digasse de passagem com muitas posses, que por discordar como uma operadora de celular, foi colocado no serasa e o mesmo me informou que só iria tomar providencias na justiça, inclusive com dano moral… e ai como faz.
    creio que este assunto é um preciosismo ” barato ” pelas seguradora. tem até seguradora aceitando este tipo de segurado, talves por a avaliação do passado não era correta. atenciosamente


    CORRETOR AUTONOMO

    Comentário:

    cpf e cnpj no serasa.

    junto-me aos colegas abaixo, e pergunto a susep o que tem haver a contratação de seguros para cobrir seus riscos e tranquilizar o proprietário, que já está em dificuldades como são todos os casos.
    será que tudo é para evitar fraudes ou coisa parecida. será que êles entendem que quem está no serasa todos são malandros e vigaristas? penso que não. pois num mundo conturbado como o de hoje
    e o comércio e demais, incentivando a pessoa a comprar e gastar as vezes só para atender os dias festivos que todos os meses tem, aonde criaram até o dia do amigo, só pode dar nisso. essa situação
    deve ser revista o mais rápido possivel ao meu entender e ninguem que o sr armando vergilio tem forças para isso com o nosso apoio.
    veremos.


    AUTONOMO

    Comentário:

    restrição serasa/spc

    prezados, concordo plenamente com tudo que foi explanado, porém, a tempos atrás, só de curiosidade pesquizei o cnpj de algumas cias de seguros e em todas elas foram encontradas restrições financeiras, protesto de titulos etc…. pedi então a uma delas um anuario com todas as informações sobre seus dados financeiros. estou esperando até hoje….. várias foram as desculpas !!
    pergunto então : balança de uma só medida ?


    GRINGS E SCHMITT CORRETORA DE SEGUROS LTDA

    Comentário:

    concessão ou não de crédito…

    um colega postou abaixo que a cia não esta fazendo uma operação de crédito para o segurado,
    analisando friamente não posso concordar com o colega, digamos que seja emitida uma apólice dando
    cobertura a um veiculo de r$50.000,00 com pagamento a vista, não teria motivo para recusa, pois o
    cliente esta pagando a vista, certo? errado, a seguradora esta abrindo uma linha de crédito ao segurado
    no valor de no minimo r$50.000,00, e que o mesmo pode “resolver usar” a qualquer momento, por
    exemplo, simulando um roubo do veiculo!! entendo ser este o grande medo das seguradoras, baseadas
    na experiência com clientes negativados. quero deixar bem claro que não concordo com a forma como
    algumas seguradoras conduzem o assunto…


    ITU CORRETORA DE SEGUROS

    Comentário:

    spc / serasa

    criaram esta duas instituições spc / serasa e são utilizadas atualmente à vontade do capital. se uma
    seguradora não empresta dinheiro, apenas de expõe ao risco, qual a necessidade de usar o spc/serasa
    para liberação de um seguro? é um excesso de zelo e uma negação ao direito de ir e vir do cidadão. é
    preciso rever esta regra.


    CORRETORA DE SEGUROS

    Comentário:

    excesso de zelo

    realmente um absudo, pois, se voce nao pagar o seguro nao tem cobertura, entao o porque desta regra,? ja ouvi dizer que é para previnir fraudes, mas toda compahia ja tem seu esquema de prevençao as fraudes, e nem todos que tem restriçao, sao bandidos, estamos vendo ai no governo, verdadeiros bandidos sem restriçoes de spc / serasa……


    RIVETTI ADMR CORRETORA DE SEGUROS LTDA

    Comentário:

    meus agradecimentos.

    obrigado colegas.
    é sempre bom trocarmos idéias.
    deus lhes abençoem e bons negócios.
    alexandre rivetti


    BONVIVAN A.C.S.V.LTDA

    Comentário:

    restrições

    é mais do que natural, que uma pessoa que tenha qualquer tipo de restrição em seu cadastro nacional de pessoas, tenha suas ações e atividades restringidas, uma vez que esses clientes, em sua maioria, está propenso a trazer problemas para as cias e para os corretores. é inegável que existe sempre a temeridade de ações de má fé. e quem não concorda com isso, também não deve se importar em ter como presidente do clube em que frequenta, uma pessoa com restrições, também não deve se importar se o seu vereador for um “picareta” aos olhos do spc/serasa. quem não concorda com essas restrições certamente também não deve concordar por exemplo com a filtragem do “ficha-limpa”. não adianta, na maioria das vezes é culpa do próprio indivíduo se seu nome for para o cadastro.


    PANHO ASSESSORIA E CORRETORA DE SEGUROS LTDA

    Comentário:

    com restrição ou sem restrição… correto é legal.

    corretores, temos que ter uma coisa bem clara. queremos respeito a profissão, buscamos melhorar a forma de trabalho e relacionamento junto as seguradoras. então temos que ser firme e sérios nas nossas ações. temos que cumprir a lei, as normas, as legislações. assim não fazer seguro com perfil errado para ficar mais barato e ganhar o cliente. não aceitar o geitinho brasileiro, para facilitar aos que querem se aproveitar de situações… entre várias outras formas que muitos de nós corretores fazem para tirar cliente de outro corretor. assim o mercado cada vez mais vai ignorar os corretores, e ou irão nos tratar como simples vendedores de seguros…
    precisamos buscar a legalidade, tanto favorável às seguradoras, como favorável aos corretores. busquem ver outros paísses, como japão… látudo é regorosamente dentro da lei, ai tudo funciona, tudo dá certo – lá não tem problemas….vamor buscar, exigir a legalidade – fazendo nossa parte e exigindo que eles tambem o façam….


    SEGUROS

    Comentário:

    restricao

    acredito que está extremamente correto a proibição de fazer seguro para pessoas que tenham problema no cpf, assim a taxa de inadimpência iria reduzir.


    ERISMAR

    Comentário:

    não concordo com isso, a seguradora só paga indenização com o bem lire de quaçquer dívida antes de indenizar um veículo por exemplo, é quitado a financeira aguarda-se a baixa do gravame, quita-se as multas etc,principalmente no seguro de automóvel é muito mau feita essa análise,nós que estamos em contato com o cliente sabemos muito bem que como disse o nosso amigo godoy é muito discutivel o fato de ter restrição e andar de forma inadequada com o veículo agravando o risco, acho que uma vez que a seguradora só ineniza o bem livre de onus essa recusa é abusiva.


    VIDAL COR DE SEGUROS LTDA

    Comentário:

    com restrição á fraude no seguro é maior

    caros colegas,

    a questão é simples….quem tem restrição no cpf a probabilidade de fraudar o seguro é maior, quando fazemos as estatisticas!!!
    as seguradoras nao conseguem separar quem é bom cliente ou não…então restringe a todos os negativados acima de um determinado valor de divida….

    att.


    SLMV COR DE SEG LTDA

    Comentário:

    restrição no spc ou serasa

    se é algo que não está dentro da lei, tem que ser abolido, mas entendo que todos temos que preservar
    nossos nomes limpos. se mais alguns seguimentos exigissem o nome e o cpf limpos, talvez tivéssemos
    menos pessoas e empresas levando prejuízos por venderem e não receberem.


    ROGERIO WOLF CORRETORA E ADM DE SEGUROS LTDA

    Comentário:

    restrição

    concordo com a seguradora !!!!


    NIASA ADM. E CORRET. SEGS. LTDA.

    Comentário:

    todos no mesmo balaio…

    penso que as restrições, não só as financeiras, devam ser analisadas pelas seguradoras, entretanto, discordo da forma com isso é feito, de maneira uniforme e sem qualquer chance de defesa do cliente. já tive clientes com vários cheques protestados, não emitidos por eles, mas por ladrões que os roubaram de dentro do carro, de casa ou da empresa. já tive clientes com processos na condição de homônimos, clientes com processos em fóruns na condição de reclamantes, enfim, clientes com várias formas de restrições não diretamente ligadas a atuação ou omissão deles. outro procedimento que se mostra incompatível, diz respeito a imagem pregressa do cliente, onde algumas empresas analisam eventuais pendências já liquidadas, recusando a aceitação.


    HALEMBECK CORRETORA DE SEGUROS LTDA

    Comentário:

    restrição

    os técnicos e atuários precificam os seguros levando em consideração os riscos puro, moral e morales, além de outros inúmeros fatores é claro. porém conhecendo o conceito desses 3 riscos, fica mais fácil entender o porque da referida restrição, e convenhamos:- preficicar risco no brasil ainda não é uma coisa muito fácil…


    ESCUDEIRO E GODOY ADM.E CORRETORA DE SEGUROS LTDA

    Comentário:

    restrição no cpf

    a seguradora pode aceitar ou recusar o que quiser, porém a alegação de que o segurado com problemas financeiros tende a se envolver em sinistro ou fraude, não tem conprovação . seguindo essa linha de raciocinio imposta pelos tecnicos, quando um segurado briga com a namorada ou tem problemas em seu trabalho, também estaria emocionalmente abalado e deveria ter seu seguro recuzado.legalmente a pessoa não pode ser discriminada por ter dívidas pagas ou não.isso deveria ser revisto.


    LUCK ADM. CORRET. SEGUROS LTDA.

    Comentário:

    concordo com as restrições, caso a caso

    concordo com o colega marcos, pois de acôrdo com as seguradoras, o risco de fraude é maior, pelo fato de pessoas que estão com muitas dividas financeiras, falência, etc.. podem provocar sinistros não so de auto, como empresas, comercio, etc… para levantar fundos pois estas pessoas estão com dificuldades em adquirir creditos na praça.
    outro fato, é que pessoas que estão com problemas financeiros, podem acarretar acidentes involuntarios, pelo fato de estarem abalados psicologicamente.
    e por último, imagine um segurado de auto que foi aceito o seu seguro e está com problemas financeiros e foi processado pela entidade financeira e julgado e condenado com a penhora de seus bens (incluindo o auto) e ocorre o roubo de seu veículo ou até mesmo um acidente (de acôrdo com informações do depto. juridico da porto seguro) bem sinistrado em penhora a cia. seguradora não poderá indenizar ao segurado por não ser naquele momento o proprietário legal (penhora judicis) e neste caso a seguradora depositará a indenização em juizo, e neste caso o segurado não concorda em tenta processar a cia. seguradora e este caso irá rolar meses, anos, etc..etc…..e por final o corretor acaba sendo responsabilizado por esta situação, sendo aborrecido diariamente, correndo risco de tambem ser processado…mesmo não tendo culpa (salvo se ele sabia da situação atual do segurado, ai ele compartilhou do erro).
    espero ter ajudado e se alguem não concorda comigo, que se manifeste.

    abs
    nelson pina junior
    luck seguros


    PROCTOR CORRETORA E ADMINISTRADORA DE SEGUROS

    Comentário:

    analise de risco…

    prezados colegas, não sou favoravel a inumeros tipos de análises que as seguradoras fazem no cálculo atuarial, pois em algumas sitações não entendo os motivos de recusa, aceitação e precificação, porem, fica claro que como o seguro leva em consideração um cenário mais amplo, além do individual, para dividir esse risco entre todos, também tem que se analisar os riscos de fraudes, etc. diante disso, uma pessoa que tem problemas com restrição cai em um grupo de maior risco, não que todos irão deixar de pagar, ou utilizar indenização para outros fins, mas infelizmente muitos podem pagar por atitudes de poucos. também acredito que depende do nível de restrição que cada pessoa tenha, pois em alguns casos já tive clientes com restritivos que passaram pelo crivo de seguradoras e nunca tive problemas com falta de pagamento, etc. apesar da seguradora não trabalhar como banco, se ela aceitar cobrir um risco ela tem que garantir o pagamento daquela indenização, portanto, irá gerar no fluxo financeiro uma baixa de valores daquele pagamento. caro alexandre, nesses casos não tem muito o que fazer porque quem garante os sinistros são as seguradoras e a forma que elas tem de minimizar os riscos são embasados em técnicas e formas para que todos não sejam punidos por atitudes de poucos, e olha, mesmo assim acontece inúmeras histórias de pessoas que burlaram o sistema e geraram prejuízos às seguradoras e aos corretores. um abraços a todos e bons negócios.


    FFSANTOS CONSULTORIA DE SEGUROS

    Comentário:

    por que restrição no serasa dificulta aceitação no

    olá parceiros, bom dia!

    o assunto é polemico e recorrente em nosso dia/dia de batalha.

    mesmo as seguradoras não emprestando dinheiro fazendo o papel de financeira, elas se preocupam em
    função do risco assumido que na minha visão não é tão diferente de emprestar dinheiro e/ou fazer um
    financiamento, pois na maioria das vezes concedem um parcelamento sem cobrar nenhum adicional a
    titulo de juros.

    analisando um exemplo, onde o segurado parcela um premio em quatro parcelas mensais e sucessivas
    e tendo efetivamente pago a primeira parcela (mesmo com aquelas clausulas que tratam do
    financiamento ou parcelas em atraso), teoricamente e ate judicialmente, a seguradora assume o risco
    correspondente a 25% do período anual.

    com o alto índice de fraude praticado no mercado (não podemos tapar o sol com uma peneira e fazer de
    conta que não existe) as seguradoras procuram se cercar de algumas garantias, uma dela é avaliar o
    passado do seu futuro cliente.

    desta forma, não tenho a menor duvida que em determinadas situações esta pratica dificulta a aceitação
    do risco, porem é uma medida que apesar de polemica e assim sendo, as seguradoras não abrem mão.

    já presenciei situações em que a proposta foi recusada em função do segurado ter seu nome incluído
    no serasa, por ter emitido um cheque sem fundo há quatro anos, cuja devolução foi motivada por um erro
    administrativo da instituição bancaria.

    assim, chego a conclusão que os bons clientes (que são a maioria), estão pagando pelo mau
    cliente (que é a minoria).

    forte abraço a todos!!


    PROSAFE SEGUROS

    Comentário:

    as cias, algumas alegam o maior risco por o segurado estar em provável desequilibrio emocional em virtude de dívidas. mas a realidade é para evita fraudes. alexandre, dependendo do ramo temos cias sim que aceitam o risco….


    FAC ADM. E CORRETORA DE SEGUROS.

    Comentário:

    concordo!!!!!!

    bem pessoal, em minha corretora nunca comercializamos um seguro pós pago. e nem acredito existir! por este motivo é que devemos reivindicar esta situação. e lembrando que em muitos casos as pessoas estão passando por um momento difícil, imagine ficar sem um bem neste momento. posso até estar enganado, mas não acredito ser um risco maior ou até mesmo recusável pelo fato de estar com restrição em seu nome. é vamos tentando né….


    MARCOS ALEXANDRE CORRETORA DE SEGUROS LTDA

    Comentário:

    infelizmente estao corretas !!!

    prezado colego

    com todo respeito, apos 10 anos de mercado segurador, tenho que concordar com as seguradoras em nao aceitar na sua carteira de segurados pessoas com restricao, infelizmente venho analisando esta questao desde que iniciei os meus trabalhos e atestei que coincidencia ou nao, sempre que consegui burlar as restricoes e fazer o seguro estes tipos de segurados deram problemas, ou com excesso de sinistros, ou na hora de retirar um carro reserva entre outros. é claro que há excessoes, mas vamos a simples analise, se a pessoa nao consegue nem pagar suas contas em dia, como é que quer assumir mais parcelas em seu orcamento ??? algum interesse no minimo estranho tem !!!

    marcos alexandre celva
    protec seguros